Por tamara.coimbra

Rio - As Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) Arará e Mandela receberam uma ordem expressa de suspender os patrulhamentos noturnos nas comunidades, com o intuito que evite os confrontos que estão ocorrendo. O documento oficial foi reproduzido pela revista "Veja", que possui os timbres do governo do estado, da Secretaria de Segurança e da Polícia Militar (PM).

O memorando datado na última quarta-feira e assinado pelo comandante das unidades, capitão Paulo Cesar de Oliveira Ramos Filho, determina que fique proibido o patrulhamento noturno no interior das comunidades Arará e Mandela. Objetivo da decisão seria preservar a tropa e evitar o aumento de conflitos que está criando medo na população.

Desde o início deste ano, cinco PMs morreram e 44 foram feridos a bala por bandidos em favelas com UPP.

Você pode gostar