Disque-droga tinha 300 clientes 'cadastrados' na Zona Sul e Barra

Homem que seria responsável por entrada de drogas na Rocinha foi preso. Quadrilha faturava R$ 250 mil por mês

Por O Dia

Rio - O homem que segundo a Polícia Civil seria o principal responsável pela entrada de drogas na Rocinha foi preso nesta quarta-feira por agentes da 11ª DP (Rocinha). João Paulo de Oliveira Viana é acusado de levar toda semana cerca de 20 kg de drogas, entre maconha e cocaína, na favela de São Conrado. Segundo o delegado Gabriel Ferrando, os lucros da quadrilha de ‘disque-drogas’ a qual o preso pertenceria chegavam a R$ 250 mil por mês.

O bando agia com entregas em residências na Zona Sul e Barra da Tijuca, e a polícia identificou 300 clientes ‘cadastrados’. No momento da prisão, João se preparava para deixar da Rocinha. Em depoimento, ele revelou que estava com medo após prisões de comparsas na semana passada e buscaria refúgio no Nordeste. Contra ele, havia mandados de prisão temporária por associação ao tráfico e tráfico de drogas.

“Nos concentramos agora em identificar os principais fornecedores da quadrilha”, explicou o delegado. Segundo ele, os entorpecentes vinham do Ceará, Mato Grosso do Sul e São Paulo, e eram transportados em veículo dirigido pelo próprio João.

“É uma adaptação do tráfico ao processo de pacificação.” Com João, foi apreendido um Corsa clonado, com placa de São Paulo, que era usado para transporte das drogas. Ele será indiciado por tráfico e associação ao tráfico, receptação de drogas e uso de documento falso.

Últimas de Rio De Janeiro