'Tubarão' da máfia de ingressos na Copa era misterioso até para quadrilha

Escutas obtidas pelo DIA mostram como o inglês Raymond Whelan era descrito pelos cambistas

Por O Dia

Rio - O ‘tubarão’ da Fifa, apontado pela Polícia Civil como o principal fornecedor da máfia dos ingressos durante a Copa, era uma figura misteriosa até mesmo para integrantes da quadrilha. Enquanto o grupo negociava entradas nas cidades-sedes do Mundial, Raymond Whelan era descrito como um milionário inglês que viajava de avião pelo país às custas da Fifa e com uma pasta cheia de bilhetes, prontos para serem negociados. 

Whelan é acusado de fornecer ingressos para quadrilha de cambistasO Tempo

Uma escuta obtida pelo DIA mostrou diálogo entre Sergio Antônio de Lima, o Serginho, que está preso, e um cambista paulista, que citou o fornecedor do grupo: “O cara não precisa disso. O cara é milionário...tá com 50 passagens de avião para viajar o Brasil todo pela Fifa de graça. Ele põe ingresso na pasta e que se f... Agora vou ter que esperar voltar”. A conversa ocorreu às 13h05 de 13 de junho, um dia depois da abertura da Copa no Brasil.

No mesmo dia, o francês Mohamadou Lamine Fofana, acusado de chefiar o esquema, mostrou preocupação em pagar Whelan durante conversa com outro cambista. “Tem que pagar o cara lá da Fifa esta manhã, que é o último dia”. Segundo a 18ª DP (Praça da Bandeira), o ex-gerente executivo da Match Services, empresa com a exclusividade na venda de ingressos, só negociava com Fofana.

“O Fofana falava que tinha um grandão da Fifa que era o contato dele. As informações da escuta batem com a investigação, porque ele (Whelan) ia aos jogos”, disse o delegado Fábio Barucke. Entretanto, o inglês não seria a única fonte da quadrilha. Responsável pelo contato com cambistas em São Paulo, Distrito Federal, Espírito Santo e Fortaleza, segundo a polícia, Serginho tinha importante fornecedor de ingressos na delegação de Camarões. Em outra escuta, Marcelo Pavão da Costa Carvalho afirmou ter obtido ingressos com a comissão técnica da CBF. Eles estão entre os 11 acusados de envolvimento no esquema presos.

Escutas de 13 de junho

Serginho conversa com cambista, que faz referência ao ‘tubarão’ da Fifa.

CAMBISTA - O cara é milionário...tá com 50 passagens de avião para viajar o Brasil todo pela Fifa de graça. Ele põe ingresso na pasta e que se f... Agora, vou ter que esperar voltar.
SERGINHO - Deixa eu falar. Pede a esse cara que tá contigo de (sic) fazer contato com ele aí em Natal.
CAMBISTA - Não adianta. Sabe por quê? Porque agora ele me falou. (...) O cara inglês, ele é o contato do cara da Fifa, entendeu?

Últimas de Rio De Janeiro