Pezão cria órgão para integração da Região Metropolitana do Rio

Governador assinou decreto para criação do projeto, ao lado dos prefeitos dos 21 municípios vizinhos

Por paloma.savedra

Rio - O governador Luiz Fernando Pezão assinou, nesta segunda-feira, o decreto de criação da Câmara Metropolitana de Integração Governamental do Rio de Janeiro, órgão com objetivo de promover políticas urbanas para maior integração entre as 21 cidades que compõem a Região Metropolitana do Rio. A solenidade aconteceu no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul, e contou com a presença dos 21 prefeitos dos municípios vizinhos, entre eles, Eduardo Paes.

De acordo com Pezão, a Câmara vai trabalhar para viabilizar maior diálogo entre as 21 cidades, de forma que se criem projetos para melhorar a integração entre elas. Além disso, o foco será na mobilidade urbana, segurança, saneamento básico, uso do solo, saúde e educação. Serão investidos no órgão 10 milhões de dólares, obtidos por meio de um empréstimo de 40 milhões de dólares do Banco Mundial ao Governo do Estado.

"Quero e precisamos dessa discussão da integração dos serviços. Temos que ter esse órgão funcionando, não dá mais para ficar sem uma integração entre os 21 municípios", declarou o governador após a assinatura do documento. O decreto será enviado esta semana para aprovação na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e a ideia é que o órgão comece a funcionar no início de 2015.

O projeto receberá a coordenação de Vicente Loureiro, subsecretário estadual de Urbanismo Regional e Metropolitano, e tem três pontos principais. O primeiro deles é o chamado "estratégico para a Região Metropolitana", para elaborar um trabalho de forma que uma cidade não seja afetada por outras, especialmente no tráfego.

O segundo ponto é o chamado 'base cartográfica' (Aerofotometria). Segundo Pezão, os municípios seguirão um padrão para apresentar uma nova leitura cartográfica (mapa) e avanços: com o tempo, algumas cidades se expandiram - houve crescimento urbano e redução da área rural. O objetivo é saber as expansões dentro do próprio município. Já o terceiro deles é o 'Sistema de informações geográficas', para maior comunicação sobre os problemas entre as cidades.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia