Rio vai sediar congresso mundial de Matemática

Em 2018, será a primeira vez que o ICM, que acontece desde 1897, terá sede em país do hemisfério Sul

Por thiago.antunes

Rio - O Rio de Janeiro será a sede da próxima edição do mais importante encontro mundial de matemáticos, em 2018. No Congresso Internacional de Matemática (ICM, sigla em inglês), são expostos os principais avanços das pesquisas da área. A 27ª edição do evento está acontecendo em Seul, na Coreia do Sul, onde o carioca Artur Ávila, de 35 anos, recebeu, anteontem, a medalha Fields, equivalente a um ‘Prêmio Nobel da Matemática’. É a primeira vez que um latino-americano alcança o mérito.

Artur Ávila%3A ‘Nobel de Matemática’Reprodução

“Os grandes prêmios científicos são, essencialmente, símbolos que permitem levar a ciência para o imaginário popular. Para o Brasil, imagino que essa conquista tenha uma importância particular, já que demonstra, de maneira clara, que temos condições de fazer ciência do mais alto nível”, comentou Artur, segundo nota divulgada pela assessoria do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

“É importante termos noção de que as condições da ciência no país podem — e devem — melhorar muito, mas uma visão exageradamente negativa também é nociva, porque pode desmotivar os jovens a seguirem uma carreira científica. Depois que perdemos para a Alemanha na Copa, o Ronaldo não fez piada com o fato de não termos prêmios Nobel?”, brincou Artur. Em 2018, será a primeira vez que o ICM, que acontece desde 1897, terá sede em país do hemisfério Sul.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia