'Vimos ele ensanguentado no chão', diz amiga de jovem baleado em escola

Colegas de turma do aluno que foi atingido por bala perdida dentro da sala de aula estão abalados com acidente

Por O Dia

Rio - Os cerca de 25 alunos da turma do 7º ano da Escola Municipal Alberto Rangel, na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio, testemunharam na manhã desta quarta-feira uma cena dentro da sala de aula que não será esquecida. Os estudantes viram o colega Tiago da Silva Batista, de 15 anos, ensanguentado e caído no chão, depois de ser atingido na cabeça por uma bala perdida que atravessou a janela dos fundos da sala, que fica no terceiro andar da unidade. O jovem está internado no Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul, onde passará por cirurgia. 

"O Tiago nunca ficava naquela fileira dos fundos da sala. Hoje ele me pediu para sentar na última cadeira da fileira do meio", lamentou uma colega de turma da vítima. Segundo ela, todos os alunos ouviram um forte barulho do vidro da janela quebrando, mas até verem Tiago no chão, não sabiam que ele tinha sido atingido por bala perdida: "Levantamos das carteiras assustados e fomos ver o que era. Até que vimos ele caído no chão, todo ensanguentando", contou a estudante. 

Alunos da escola na Cidade de Deus ficaram abalados com acidente%3B aulas na unidade escolar foram suspensas para realização da períciaFabio Gonçalves / Agência O Dia

Segundo funcionários e alunos, um professor ajudou a socorrer o jovem, que estava inconsciente. O acidente ocorreu por volta das 10h, e, segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), não houve registros de confrontos na comunidade nestes dias. 

Aulas suspensas para perícia

As aulas desta quarta-feira foram suspensas na unidade e o local isolado para a realização da perícia. Policias da UPP estão na comunidade em busca do suspeito pelo disparo.

Segundo os PMs da UPP da comunidade, a unidade escolar acionou os policiais assim que houve o acidente. Os militares ajudaram a levar o adolescente para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região. De lá, o estudante foi transferido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Zona Sul do Rio.

Policiais Militares da UPP da comunidade ajudaram no socorro do estudante e o levaram para a UPA da regiãoFabio Gonçalves / Agência O Dia

A Secretaria Municipal de Educação informou que está prestando apoio aos familiares e colaborando com as investigações policiais. A secretaria declarou que "lamenta profundamente o ocorrido e solidariza-se com a família do aluno, com os professores e todos os funcionários da unidade escolar". As aulas da escola foram suspensas nesta quarta-feira.?

Policiais e moradores relataram que houve uma mobilização geral na unidade. Assustados, alguns pais de alunos foram buscar seus filhos mesmo sem a confirmação do acidente.

Confronto é constante, diz família

Segundo a mãe de criação de Thiago, Edna Isaías, que mora na Cidade de Deus, o filho tem uma vida normal e é apaixonado por futebol. Ainda segundo parentes, confrontos entre policiais e bandidos passaram a ser constantes na região.

“Meu filho é um menino tranquilo, estudioso, e gosta de jogar bola. Na última segunda-feira, fui com ele para fazer todos os exames médicos para começar na escolinha de futebol do Zico. Estava tudo certo e ele estava animado”, lamentou a mãe. Para o tio Ecimar Mendonça, a sensação é de impotência e tristeza: “A gente acha que nunca vai acontecer com alguém da nossa família, que é imune a essas coisas, mesmo vendo casos como esses todos os dias na TV. Eu tenho medo porque não temos mais segurança para sair de casa”.

Últimas de Rio De Janeiro