Detran se prepara para paralisação de instrutores de autoescolas nesta quarta

A greve afeta os exames práticos de motocicletas, carros, ônibus e caminhões. Categoria reivindica aumento e salário fixo

Por O Dia

Rio - A paralisação de instrutores de autoescolas do Rio, anunciada para esta quarta-feira pela categoria, faz com que o Detran se prepare para os transtornos que devem ser causados. A greve afeta os exames práticos de motocicletas, carros, ônibus e caminhões.

A paralisação, por tempo indeterminado, foi decidida em assembleia realizada no último domingo. De acordo com o Sindicato dos Instrutores de Trânsito e Empregados em Autoescolas de Aprendizagem do Estado do Rio (SIEAERJ), os trabalhadores internos reivindicam aumento real nos seus vencimentos, enquanto os instrutores querem um salário fixo mensal. Atualmente, a remuneração de um instrutor tem como base as horas/aulas ministradas.

Em nota, o Detran informou que as autoescolas são empresas privadas regidas pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Para tentar minimizar o impacto da paralisação, o órgão ofertará para o mês de setembro 100 mil vagas para exames práticos de motocicletas, carros, ônibus e caminhões, cerca de 15 mil exames a mais dos que serão realizados neste mês. Uma reunião com as autoescolas também será realizada para a apresentação pelas mesmas de medidas para diminuir os transtornos.

Últimas de Rio De Janeiro