Por paulo.gomes

Rio - Policiais da Divisão de Homicídios (DH) da Capital prenderam nesta quarta-feira Cleverton Guilherme Celestino, de 21 anos. Ele é acusado de matar o policial civil José Henrique Barranco, no Engenho de Dentro, na Zona Norte. O crime aconteceu na última quinta, dia 14, num bar na esquina das ruas Monsenhor Jerônimo e Ana Leonídia. O suspeito, que foi localizado no bairro do Jacaré, tem passagens por roubo e agora vai responder por homicídio.

José Henrique Barranco foi morto na semana passada durante uma tentativa de assalto num bar, no Engenho de Dentro. Cleverton Guilherme Celestino, principal suspeito do crime, foi preso nesta quarta-feiraJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

De acordo com testemunhas, Cleverton e mais dois suspeitos foram assaltar o estabelecimento, quando perceberam o volume da arma na cintura do policial. Ao se recusar a entregar a pistola, o agente sacou a arma e disparou contra o trio. Houve revide e tiroteio.

Barranco, que era lotado na 97ªDP (Mendes), foi baleado no abdômen. Um dos criminosos fugiu ferido na perna, mas acabou caindo na esquina da Rua Ramiro Magalhães. O disparo atingiu a veia femural. Ambos foram levados para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, na mesma região, mas morreram.

Moradores da região informaram que o policial civil morava a poucos metros do bar e era conhecido como uma pessoa simpática e querida na região. Segundo policiais da 97ª DP, Barranco estava de férias e estava lotado na delegacia a cerca de um ano.

Você pode gostar