Por thiago.antunes

Rio - Será inaugurada nesta quarta-feira, às 10h, na Praça Serzedelo Correia, em Copacabana, a primeira UFA (Unidade Fornecedora de Alívio) feminina da cidade. O equipamento será duplo, com espaço para homens e mulheres fazerem xixi, e servirá como teste antes de ser levado para outros bairros. A equipe do DIA foi às ruas onde já funcionam as unidades masculinas e as cariocas ouvidas criticaram a ideia.

Maria de Miranda reclama da falta de limpeza das unidades atuaisCarlo Wrede / Agência O Dia

Enquanto a fila se formava no ponto de ônibus do Largo do Machado, o cheiro forte incomodava mulheres que esperavam condução. “A limpeza é insuficiente e fica um cheiro horrível, todo mundo reclama. Não há higiene, prefiro passar vontade que usar esta nova para mulheres”, disse. A estudante Maria de Miranda, de 22 anos, acredita que poderia haver melhorias no sistema dos equipamentos.

“Acho que deveriam existir até mais banheiros. O problema é que tem um sistema de saneamento e limpeza muito ruim, então incomoda todo mundo”, afirmou. “Além disso muita gente não tem educação para usar”, disse.

Presidente do movimento Viva Copacabana, Tony Teixeira também criticou as UFAS. “É um modelo de banheiro arcaico. Nós de Copacabana somos contra. O serviço deveria ser feito de outra maneira”, disse.

Segundo a Secretaria Municipal de Conservação, a manutenção dos novos equipamentos é feita pela Comlurb duas vezes ao dia. As UFAs masculinas são 20 e ainda serão instaladas 100 unidades na cidade.

Você pode gostar