Biblioteca Nacional terá anexo em centro cultural na região do Porto

Antiga Estação de Expurgo de Grãos abrigará acervo após reforma

Por O Dia

Rio - Livros raros, revistas e publicações históricas da Biblioteca Nacional (BN), algumas datadas do século XIX, ficarão expostos ao público em um novo centro cultural, extensão da BN, na Região Portuária do Rio. Um concurso nacional foi lançado nesta terça-feira pela prefeitura com objetivo de captar projetos arquitetônicos de reforma da antiga Estação de Expurgo de Grãos do Ministério da Agricultura, que virá a sediar o museu.

O acervo de cerca de nove milhões de peças já ultrapassava a capacidade do prédio da Cinelândia, de acordo com a chefe de gabinete da Fundação Biblioteca Nacional, Ângela Fatorelli. “Abrigamos ali todo o conjunto de publicações do Brasil, incluindo o que veio de Portugal com D. João VI”, conta. O acervo ganhará casa nova em uma área de 30 mil m², onde restava um imóvel subutilizado, segundo o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (Cdurp), Alberto Silva.

“O prédio anexo será importante no processo de revitalização do Porto, pois vamos converter o espaço em um novo pólo de cultura, que vai servir a pesquisadores, estudantes e a visitantes em geral, como mais um equipamento cultural de alto nível”. Nele, será inaugurado um espaço de exposições, uma biblioteca pública, auditório, sala de leitura e também funcionarão setores de conservação e restauro. O concurso será organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil do Rio de Janeiro.

Últimas de Rio De Janeiro