Justiça decreta prisão de dupla acusada de balear dançarina do cantor Latino

Os dois são acusados de roubo qualificado e lesão corporal grave

Por O Dia

Rio - O juiz Marco Couto, titular da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, decretou nesta sexta-feira, a prisão preventiva de dois homens acusados de balear Ariany Cristiny da Silva, dançarina do grupo do cantor Latino, durante uma tentativa de assalto, em maio. Vitor dos Prazeres de Assis Junior, o Minhoca, e Wanderson Lucio da Silva, o Vadão, são acusados de roubo qualificado combinado com lesão corporal grave.

Dançarina do Latino baleada em assalto desabafou no Instagram%3A 'Agonizei'Reprodução Internet

Ao receber a denúncia do Ministério Público, o juiz Marco Couto concluiu que a prisão dos acusados "se faz necessária para garantia da ordem pública, por conveniência da instrução criminal e para assegurar a aplicação da lei penal". Os mandados de prisão já foram expedidos.

Ariany levou um tiro no abdômen durante uma tentativa de assalto na altura da Cidade de Deus, na madrugada do dia 3 de maio. Ela dirigia sozinha o próprio carro, um Sportage prata, por volta das 3h, entre as Avenidas Abelardo Bueno com Salvador Allende, a caminho do encontro com os outros integrantes do grupo, que seguiriam viagem para um show em Guarapari, no Espírito Santo.

A dançarina foi socorrida por bombeiros, que a levaram para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde passou por cirurgia. Ela foi salva por uma de suas próteses de silicone nos seios.

"Dia 3, às 2h40, queriam mudar o rumo da minha história. O que até para mim seria um fim, já que não acreditava mais em nenhum tipo de salvação, pois perdi muito sangue pelo caminho, e ali sozinha me vi indo embora. Mas o onipotente, o grande, me deu forças para guiar até uma ajuda onde também perdi muito sangue. Mesmo ali agonizando 40 minutos à espera de um socorro, aquele Deus que a gente só lembra na hora do medo me segurou pela mão e mostrou que quem dá a palavra final é Ele. Quatro dias de uma nova vida, não mudei sonhos, nem virei santa, mas tenha certeza que espalharei todo esse amor que Ele passou para mim na minha hora de aflição", escreveu Ariany na ocasião.

Últimas de Rio De Janeiro