Procon autua 22 agências bancárias na Barra da Tijuca

Em banco no Shopping Downtown clientes esperavam em fila mais de uma hora para serem atendidos

Por thiago.antunes

Rio - Fiscais do Procon vistoriaram, nesta sexta-feira, 23 agências bancárias na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Todas serão autuadas. Entre as irregularidades mais recorrentes estão a demora para os clientes serem atendidos, a ausência de guardas-volumes com chaves para os usuários, a falta de um sistema de distribuição de senhas, e a inexistência de divisórias que garantam a privacidade dos clientes quando atendidos nos caixas.

De acordo com os agentes, como o problema da falta de divisória de privacidade é o de maior gravidade, as 21 agências autuadas por esse motivo têm 15 dias para resolvê-lo. Caso contrário, poderão ser interditadas.

Já o tempo de espera pelo atendimento ultrapassava os 15 minutos previstos pela Lei Municipal 5.254/2011 em seis agências vistoriadas. Na filial do Santander no Shopping Downtown, a espera para o usuário ser atendido chegou a mais de uma hora.

Fiscais autuaram 22 agências na Barra da TijucaDivulgação

Em 16 agências não havia guarda-volumes com chave, regulamentados pela Lei Estadual 6.503/2013 e que devem estar localizados antes da porta de acesso ao interior do banco. O sistema de atendimento por senha, obrigatório pela Lei Municipal 5.254/2011, não existia em seis agências do banco Itaú, uma do Bradesco, e uma da Caixa Econômica Federal, onde os atendimentos eram realizados por ordem de chegada.

A agência do Banco Santander do Shopping Downtown possuía divisórias de privacidade entre os caixas e o público que transita pela agência, obrigatórias pela Lei Estadual 4.758/2006. Apesar disso, foi autuada por outras irregularidades.

Últimas de Rio de Janeiro