Homem morre durante tiroteio entre PMs da UPP e traficantes na Mangueira

De acordo com Polícia Militar, suspeito estava com uma pistola e munições. Policiamento na comunidade segue reforçado

Por O Dia

Rio - Um homem morreu durante confronto entre policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Mangueira e traficantes na tarde deste domingo, na Mangueira. Segundo informações da assessoria da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), equipe policial do Grupamento Tático de Polícia de Proximidade (GTPP) realizava um patrulhamento na comunidade, quando chegando próximo ao Beco do Sobel, bandidos atiraram contra os PMs, iniciando o confronto.

O suspeito foi ferido e encaminhado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu ao ferimento. Com ele estava com uma pistola Glock 9 milímetros, 40 munições e dois carregadores. O caso está sendo registrado na 17ªDP (São Cristóvão).

De acordo com a CPP, a Mangueira segue com reforço no policiamento com agentes de outras UPPs da região, do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs, do 4ªBPM (São Cristóvão), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Grupamento Aeromóvel (GAM). O clima na comunidade está tenso desde a última terça-feira, quando o ex-chefe do tráfico na comunidade, Francisco Paulo Testas Monteiro, o Tuchinha, foi assassinado com cinco tiros.

A morte de Tuchinha direcionou os holofotes para a insegurança vivida pelos moradores da região. Eles, que há três anos associaram a paz na comunidade à implantação da UPP local, hoje veem as principais linhas de investigação da Divisão de Homicídios (DH) para a execução do ex-traficante convergirem para a disputa de facções rivais por pontos de venda de drogas na comunidade.

Tiroteio entre PMs e traficantes assustam moradores da Rocinha

Em outro ponto da cidade também teve registro de tiroteio neste domingo. Policiais da UPP Rocinha trocaram tiros com bandidos da comunidade, na Zona Sul do Rio, por volta das 15h, enquanto realizavam patrulhamento no interior da favela. Segundo os agentes, ao entrar pela Rua Um para checar uma denúncia de maus tratos na localidade conhecida como Terreirão, os policiais se depararam com bandidos armados que abriram fogo contra os PMs. Os agentes revidaram e os criminosos fugiram.

A assessoria da corporação informou que não há registro de feridos e que buscas estão sendo feitas na região com o objetivo de localizar os homens que efetuaram os disparos.

Últimas de Rio De Janeiro