Por thiago.antunes

Rio - O Dia das Crianças se aproxima e O DIA vai dar um presentão para os pequenos: skates semiprofissionais com três opções de estampas. É só juntar sete selos que saem diariamente no jornal mais R$ 89,90 e trocar pelo brinquedo, que vem com um kit de proteção.

Quem não está colecionando os selos, ainda tem uma oportunidade. Neste domingo, sai a última cartela numerada com o selo nº 1 para preencher com os outros seis selos que saem ao longo da semana que vem. A troca pode ser feita nas bancas de jornal credenciadas. No último dia de aula de seu curso técnico em informática, o assistente administrativo Ramon de Castro, de 21 anos, foi comemorar a conquista praticando o esporte com seus amigos ao redor do estádio Maracanã.

Ramon de Castro (de cinza) e os amigos treinam no entorno do MaracaDivulgação

“Aprendi a andar de skate sozinho, quando tinha uns 9 anos. Mas só voltei a treinar manobras há mais ou menos um ano”, comentou. O rapaz acredita que o esporte é ainda mais interessante para crianças de hoje em dia. “Na minha época, ainda brincávamos na rua. Hoje as crianças estão muito sedentárias, só ficam no celular e computador. O skate é um modo de se exercitar e ainda ficar um tempo ao ar livre” recomendou.

Presidente da Federação de Skateboard do Estado do Rio de Janeiro (Faserj), o professor de Educação Física André Viana, 39, destaca habilidades que o esporte desenvolve na infância. “Coordenação motora, equilíbrio e noção de espaço são capacidades aprimoradas na faixa etária dos 7 aos 13 anos. E são características que a prática de skate fornece a criança”, explicou o professor. “Sempre tento fazer uma manobra mais elaborada. Uma lição que aprendi andando de skate é a superação”, revelou Ramon.

Você pode gostar