Policiais fazem operação em comunidade de Niterói

Objetivo era cumprir 20 mandados de prisão contra assaltantes de carros e traficantes. Apenas quatro suspeitos foram presos

Por O Dia

Rio - Cerca de 150 agentes de 11 delegacias da Polícia Civil realizaram na manhã desta quinta-feira uma operação em Niterói, na Região Metropolitana. Objetivo foi cumprir 20 mandados de prisão, expedidos pela Justiça, contra envolvidos em roubos de veículos e tráfico de drogas que atuam nas comunidades da Igreja, Igrejinha, Cachoeira, Viradouro e Vital Brazil. Quatro pessoas foram presas, sendo que um suspeito é acusado de ter roubado um carro na última terça-feira, em Jurujuba.

GALERIA: Polícia Civil realiza operação em diversas comunidades de Niterói

Na Igrejinha, um carro e três motos foram apreendidas pelos policiais, que retiraram algumas barricadas do local. Ainda na comunidade, tem um muro com a pichação: "Bonde Manguinhos/Mandela", indicando que traficantes desta comunidade da Zona Norte do Rio, pacificada desde o início do ano passado, tenham migrado para Niterói. Porém, os policiais não confirmaram esse fato. Durante a operação, os agentes apreenderam drogas, munições, dinheiro, radiotransmissores e carregadores.

Policiais civis realizaram nesta quinta-feira uma operação em várias comunidades de Niterói para prender envolvidos com o tráfico e roubo de automóveisSeverino Silva / Agência O Dia

Por conta da operação, o Colégio Estadual Duque de Caxias, em São Francisco, não funcionou na manhã desta quinta. Com isso, segundo a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), 60 alunos ficaram sem aulas. No entanto, o órgão garante que as aulas serão repostas.

Comandada pelo 4º Departamento de Polícia de Área (DPA), a operação conta com a participação de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), das Delegacias de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), de Combate às Drogas (DCOD) e da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI). Três blindados e um helicóptero Águia dão apoio à ação.

Últimas de Rio De Janeiro