Presidente do PMDB entra no ar 17 vezes na TV e candidatos têm menos tempo

Peemedebista desconfiou do critério utilizado pelo diretório regional do partido para dividir as inserções e contratou empresa que contabilizou número de entradas do partido

Por O Dia

Rio - Um peemedebista desconfiou do critério utilizado pelo diretório regional do partido para dividir as inserções — aqueles “comerciais” ao longo da programação — de candidatos a vagas de deputado.

Contratou então uma empresa que, entre os dias 9 a 19 de setembro, contabilizou as aparições de cada político na TV Globo. Resultado: presidente do PMDB-RJ e candidato a deputado estadual, Jorge Picciani entrou no ar 17 vezes. Seu filho Rafael, que tenta renovar seu mandato, teve o mesmo número de inserções.

Vice-campeões

Também filho de Jorge Picciani, o deputado federal Leonardo teve direito a 16 entradas — mesmo número das concedidas a Marco Antônio Cabral, filho do ex-governador.

Outros candidatos

Presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Melo foi ao ar nove vezes; Domingos Brazão, oito. Os deputados federais Eduardo Cunha e Pedro Paulo Carvalho tiveram, respectivamente, quatro e três inserções. A divisão do tempo é feita pelo partido.

Até domingo

A coordenação da campanha de Lindberg Farias (PT) mudou de planos. Decidiu esticar até domingo sua permanência no escritório no Flamengo.

Cabeça a cabeça

Carlos Augusto Montenegro, do Ibope, prevê que vai ser dura a luta entre Marina Silva e Aécio Neves por um lugar no segundo turno da eleição. Ele não acredita na possibilidade de Dilma Rousseff resolver a parada no primeiro turno. Amanhã e sábado serão divulgadas novas pesquisas.

Isolado

Ex-ministro de Lula, Roberto Amaral, presidente do PSB, é visto com desconfiança pelos ‘marineiros’. Ficou isolado na plateia do debate da Record.

Últimas de Rio De Janeiro