Rio participa de rede global para gestão colaborativa de cidades

Grupo será criado em evento em Nova Iorque, com o objetivo de discutir o uso da tecnologia para aprimorar mecanismos de gestão urbana

Por O Dia

Rio - O Rio agora é parte da rede global W10. O grupo, criado nesta quarta-feira em Nova Iorque, reúne as principais localidades do mundo que utilizam de forma efetiva a colaboração dos cidadãos na operação das cidades e regiões. O objetivo é discutir mecanismos para ampliar a participação da população no monitoramento e comunicação de incidentes, com o uso de tecnologia. Uma delas, por exemplo, é a plataforma do aplicativo móvel Waze que já é integrada à Sala de Controle do Centro de Operações Rio.

As cidades de Barcelona, Jakarta, Tel Aviv, Joanesburgo, Boston, Los Angeles e Nova Iorque, e os estados americanos da Flórida e de Utah completam o grupo. A integração do sistema do Waze com o software de gestão operacional do Centro de Operações (COR), o Geoportal, será destaque dentre as experiências colaborativas debatidas no encontro inaugural do W10. O Chefe-Executivo do COR, Pedro Junqueira, está representando o prefeito Eduardo Paes no evento.

Cidade agora é parte do W10%2C projeto de gestão colaborativa de cidadesDivulgação

Por dia, a prefeitura carioca recebe 750.000 reportes de usuários do aplicativo sobre diferentes tipos de ocorrências. No entanto, cada notificação não é referente a eventos diferentes. Muitas vezes, elas dizem respeito a uma mesma ocorrência. Quanto mais informes redundantes sobre algum incidente chegam através do Waze, maior é a credibilidade da informação, uma vez que um grande número de usuários está testemunhando e comunicando.

Estas notificações são diretamente monitoradas de maneira geolocalizada pelo Centro de Operações, através de uma integração com o banco de dados do app. As equipes do COR recebem as informações sobre a situação reportada de maneira anônima, mantendo assim a privacidade dos usuários da ferramenta online móvel.

As informações fornecidas pelos cidadãos, através do Waze, são um dos tipos de dados processados por ferramenta Google utilizada pelo COR para monitorar em tempo real a duração de deslocamentos em diferentes vias da cidade. A partir dessa semana, o COR passou a divulgar estas informações sobre rotas em 20 relógios digitais de rua. Sabendo um tempo de referência da duração dos percursos em vias, os motoristas podem tomar decisões rápidas sobre qual o melhor caminho seguir. Um próximo passo para este projeto já prevê que outros 50 relógios passem a fazer parte desta rede de informações de tráfego.

Últimas de Rio De Janeiro