Suposto sumiço de trens agita campanha eleitoral

Relatório produzido por quatro técnicos da Secretaria de Transportes teria revelado o sumiço de 54 vagões retirados de uso entre os governos de Rosinha Garotinho e Cabral

Por O Dia

Rio - Uma denúncia sobre um suposto novo caso de sumiço de equipamentos do patrimônio público, como o das vigas da Perimetral, agitou a campanha eleitoral estadual nesta quinta-feira. Segundo o site da revista Veja, relatório produzido por quatro técnicos da Secretaria de Transportes teria revelado o sumiço de 54 vagões retirados de uso entre os governos de Rosinha Garotinho e Cabral. A secretaria, no entanto, negou que tenham desaparecido vagões ou qualquer outro bem público concedido à Supervia, concessionária dos trens do Rio de Janeiro.

De acordo com a nota da secretaria, os quatro funcionários não reconhecem suas assinaturas no documento exibido no site da revista e o caso já está sendo apurado pelo órgão. A Secretaria afirma que em 2007 moveu ação judicial contra a Supervia por causa de um lote de 108 vagões que estavam deteriorados, e que a concessionária reconheceu o débito no valor de R$ 96 milhões, que seriam reembolsados por meio de investimentos. “Esse valor faz parte do conjunto de investimentos que estão sendo executados pela SuperVia”, diz a nota.

Últimas de Rio De Janeiro