Por paulo.gomes

Rio - Policiais da 119ªDP (Rio Bonito) prenderam no domingo Bruno José Caetano de Moraes, de 27 anos. Ele é suspeito de ser um dos responsáveis pelo assalto na casa do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o deputado estadual Paulo Melo (PMDB), em junho deste ano. Bruno foi localizado pela polícia no município de Madre de Deus, interior de Minas Gerais.

O deputado estadual Paulo Melo (PMDB) acabou fraturando o pé direito ao fugir dos criminososSeverino Silva / Agência O Dia

De acordo com o delegado titular da 119ªDP, Carlos Eduardo Almeida, Bruno José fazia parte de uma quadrilha especializada em roubos a sítios e fazendas na região de Rio Bonito, Silva Jardim e nas cidades Sul Fluminense. Além da delegacia de Rio Bonito, agentes da 89ªDP (Resende) também investigam outros crimes cometidos por Bruno.

Milton Rodrigo Caetano, irmão de Bruno, também está sendo procurado pela polícia. No dia 21 de junho, Paulo Melo voltava de um jogo de futebol, quando foi atacado por homens armados. Ele conseguiu fugir, correndo pela mata atrás da propriedade. No entanto, fraturou o pé e precisou passar por duas cirurgias. Dois PMs que faziam sua segurança foram baleados no tiroteio. Os bandidos fugiram sem roubar nada.

Você pode gostar