Cartaz anuncia recompensa de R$ 7 mil por prisão de traficantes da Maré

Os dois seriam homens de confiança de Menor P

Por O Dia

Rio - O Portal dos Procurados lançou, nesta terça-feira, cartaz por informações que levem a captura de Alexandre Ramos Nascimento, o Pescador, com recompensa de R$ 5 mil e, Thiago da Silva Folly, o TH, que vale R$ 2 mil reais. Eles fazem parte da cúpula da facção Terceiro Comando Puro – TCP - que comanda o tráfico de drogas do Complexo da Maré, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio de Janeiro, e seriam os principais homens de confiança do traficante Marcelo Santos das Dores, o Menor P.

Desde o dia 5 de abril, quando a Operação São Francisco das Forças do Exército e Marinha teve início, até o dia 12 de outubro, 415 pessoas foram presas e 229 apreensões de drogas foram realizadas no Complexo da Maré. Além disso, 49 veículos e 62 motocicletas foram apreendidos no local. De acordo com o Ministério da Defesa (MD), a operação foi prorrogada até o dia 31 de dezembro.

Traficantes são procurados por crimesDivulgação

A área entre duas de suas comunidades - Nova Holanda, que é controlada pela facção Comando Vermelho – CV - e a Baixa do Sapateiro - é o local de enfrentamento mais feroz e foi apelidada pelos moradores de "Faixa de Gaza" ou "fronteira". Onze das dezesseis favelas são dominadas pelo TCP.

Com a prisão de Marcelo Santos das Dores, o Menor P, em março, o comando passou para seu irmão Fabiano Santos de Jesus, o Zangado, que também foi preso, em maio. Agora os pontos de drogas foram redistribuídos entre os traficantes da facção. Contra Alexandre Ramos Nascimento, o Pescador, consta um mandado de prisão, expedido pela 4ª Vara Criminal da Capital, por homicídio e lesão corporal leve. Por Thiago da Silva Folly, o TH, consta mandado de prisão, expedido pela 40ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de associação para o tráfico.

Quem tiver alguma informação a respeito da localização e paradeiro dos traficantes Pescador e TH, denuncie, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou entre em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital. O anonimato é garantido

Últimas de Rio De Janeiro