Disque-Denúncia oferece R$ 1 mil de recompensa por trio envolvido com abortos

Carlos Roberto Cardoso, Evangelista Pinto e Guilherme Estrela fazem parte da quadrilha desmantelada na Operação Herodes

Por O Dia

Rio - O Disque-Denúncia divulgou nesta terça-feira um cartaz com três integrantes da quadrilha especializada em abortos que foi desmantelada na Operação Herodes, na semana passada. Carlos Roberto Cardoso da Silva, Evangelista Pinto da Silva Ferreira e Guilherme Estrela Aranha seguem foragidos e a recompensa por informações sobre o trio é de R$ 1 mil.

O Disque-Denúncia oferece R%24 1 mil por informações sobre o paradeiro de três foragidos da Justiça envolvidos com uma quadrilha especializada em abortosDivulgação / Disque Denúncia

O delegado da Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol), Glaudiston Rocha, teria pedido ajuda à Interpol para capturar o médico Evangelista Pinto. Segundo informações, ele estaria em Miami, nos Estados Unidos, e é acusado de dirigir uma das clínicas, que funcionava na Rua Dona Mariana, em Botafogo, na Zona Sul.

Na tarde de segunda-feira, policiais da 137ªDP (Miracema) prenderam Edgar Caveari da Rocha, que também participava da quadrilha. Ele foi capturado por policiais militares do 36ª BPM (Santo Antônio de Pádua) e conduzido à delegacia. Segundo Glaudiston Rocha, ele era conhecido como Chico Agenciador e agia captando gestantes para dois núcleos da quadrilha nos bairros de Bonsucesso e Guadalupe.

A investigação de deflagrou a operação durou 15 meses e foram cinco mandados de prisão preventiva e 118 de busca e apreensão, em vários pontos do Rio, Baixada Fluminense e nos estados de São Paulo e Espírito Santo. Até o momento, 57 pessoas foram presas, entre eles médicos, policiais civis, policiais militares, advogados, um falso médico, um bombeiro e um militar do Exército.

Últimas de Rio De Janeiro