Carga de suplementos avaliada em R$ 25 mil é apreendida no Galeão

'Bomba' estava em cinco malas de uma mulher que veio de Miami

Por O Dia

Rio - Um carregamento de suplemento alimentar não declarado foi apreendido, ontem, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, numa ação conjunta da Receita Federal e da Polícia Federal. O material — cerca de 236 frascos — está avaliado em aproximadamente R$ 25 mil. Uma empresária, identificada como Priscila, de 26 anos, foi presa em flagrante.

Ela, que tem dupla cidadania — americana e brasileira — responderá o processo em liberdade, por ter pago fiança. O valor não foi revelado. Segundo a Polícia Federal, ela cometeu o crime de descaminho, previsto no Artigo 334, do Código Penal. A pena para quem não paga o imposto devido pela entrada de mercadorias no país vai de um a quatro anos de prisão.

A PF e a Receita encontraram 236 frascos de suplementos nas malasDivulgação

As latas estavam em cinco malas despachadas no voo JJ 8057, que vinha de Miami e seguiu para o Rio de Janeiro. O produto, que é usado por praticantes de musculação, foi detectado durante inspeção de equipamento de raios-X, na Alfândega do aeroporto.

Como a mulher presa passou por dois países, a Polícia Federal estuda investigar sua possível atuação no comércio informal de suplementos alimentares.

Em sua página numa rede social, a mulher diz que mora em Miami. Seu marido seria executivo de uma empresa do ramo de musculação, também nos Estados Unidos. No perfil do Facebook, ela também tem fotos que mostram uma rotina de atividade física pesada.

Últimas de Rio De Janeiro