Por tiago.frederico

Rio - Devido a insegurança nas localidades de Sabiá e Figueira, em Arraial do Cabo, Região dos Lagos do Rio, a Auto Viação Salineira suspendeu, na manhã desta terça-feira, a circulação das linhas B470 – Cabo Frio X Figueira, 341 – Arraial X Sabiá, 340 – Arraial X Pernambuca e 121 – Arraial X Araruama. Segundo a empresa, todas as outras linhas estão circulando desde o início da manhã. Com a suspensão da circulação, o único acesso a Arraial do Cabo é feito por Cabo Frio, já que houve suspensão do acesso por Araruama.

Ônibus voltam a circular em Cabo Frio

No último domingo, uma agência do banco Itaú teve seus caixas eletrônicos incendiados no bairro São Cristóvão e um caminhão teve a sua cabine incendiada no bairro Guarani. No mesmo dia, mais cedo, dois ônibus da Viação Salineira - a única que presta o serviço de transporte coletivo em Cabo Frio - foram incendiados, um às 5h30 e outro às 16h, em São Cristóvão, Cabo Frio, e em São Pedro da Aldeia. Um terceiro ônibus, da empresa Balneário, também foi incendiado às 7h30, na Rua Duarte da Costa, no Guarani, em Cabo Frio.

Com medo da onda de ataques, rodoviários da Viação Salineira decidiram, após assembleia na manhã desta segunda-feira, por paralisação de 24 horas. Mais de 26 mil alunos das redes municipal e estadual de ensino de Cabo Frio foram afetados. Muitos comerciantes não abriram as portas na cidade, assim como oito postos de saúde que também fecharam suas portas.

Ainda nesta segunda, à tarde, os rodoviários decidiram retomar as atividades. Na manhã desta terça-feira, os ônibus circulam normalmente no município.

Ônibus incendiado em Cabo FrioDivulgação

Quatro presos na Região dos Lagos

Após a onde de ataques violentos registrados em Cabo Frio e São Pedro da Aldeia, neste último fim de semana, quatro homens foram presos, nesta segunda-feira, por policiais militares do 25º BPM (Cabo Frio). Três suspeitos de terem ateado fogo em um ônibus da empresa Balneário na manhã de domingo no bairro Guarani, em Cabo Frio, foram presos no bairro Colina, em São Pedro da Aldeia.

Com um dos três acusados, identificado como Jessé Silva de Souza, de 19 anos, foram encontradas 49 capsulas de cocaína. De acordo com a PM, um dos suspeitos é um menor de 15 anos. Os três já tinham passagem por tráfico de drogas. Após denúncia, policiais foram até a casa dos jovens, no bairro Colina, em São Pedro da Aldeia, onde fizeram a prisão. Os três foram levados para a 125ª DP (São Pedro da Aldeia).

Também nesta segunda-feira, foi detido Igor Jotha Pereira, de 19 anos. Ele é acusado de ter participado de um ataque a uma agência do banco Itaú, em São Cristóvão, bairro de Cabo Frio, na noite do último domingo. O jovem foi preso na frente de sua casa, na Rua Duque de Caxias, no bairro Jardim Caiçara, após ser identificado com a ajuda de câmeras de segurança do banco. O rapaz estava com o mesmo casaco usado na hora do crime. Igor estava solto há seis dias, após ter sido preso por tráfico de drogas. Ele foi levado para a 126ª DP (Cabo Frio).

Ainda nesta segunda-feira, na Rua das Dunas, em Cabo Frio, um grupo fugiu quando avistou os policiais, deixando para trás 5 kg de cocaína.

PM prendeu ontem Igor Jhota Pereira%2C 19%2C apontado por investigação como o homem flagrado colocando fogo em caixas eletrônicosPortal RC24H

Policiamento reforçado

O policiamento foi reforçado na Região dos Lagos nesta segunda-feira, com todo o efetivo do 25º BPM (Cabo Frio) mobilizado em encontrar envolvidos na onda de ataques. Folgas e férias foram suspensas no batalhão da cidade da Região dos Lagos. De acordo com o tenente-coronel do 25º BPM (Cabo Frio), Rui Sérgio França de Oliveira, 40 policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar foram recrutados para auxiliar nas buscas aos acusados de cometerem os ataques nas duas cidades.

"Estamos com todo o efetivo do batalhão nas ruas, um total de 800 homens. Acionamos o Choque por conta das ocorrências registradas na noite deste domingo. Já identificamos alguns suspeitos e ao longo do dia faremos buscas no intuito de prender esses marginais, que serão enquadrados em crimes como formação de quadrilha, associação criminosa, dano, entre outros", falou o tenente-coronel. Ao todo 40 policiais do BPChoque auxiliam nas buscas em Cabo Frio.

De acordo com a Polícia Militar, os ataques na cidade da Região dos Lagos podem estar ligados à facção que incendiou os dois ônibus no início da manhã de domingo, após operação da Polícia Militar na Favela do Lixo, em Cabo Frio, onde quatro suspeitos de tráfico morreram após trocar tiros com os policias.

“Não há motivos para pânico. Descarto a possibilidade de Cabo Frio ser invadida por facções criminosas, conforme mostram ameaças na internet”, disse o comandante França.

Você pode gostar