Por paulo.gomes

Rio - A presença da Polícia Civil nas comunidades da Proença Rosa, Mata Quatro e Mundial, em Honório Gurgel e Barros Filho, na manhã desta quarta-feira, trouxe um pouco de tranquilidade e esperança para os moradores desses bairros. Eles narraram uma rotina de violência, como a ocorrida na véspera, quando um intenso tiroteio às 15h apavorou quem passava pela Estrada João Paulo e adjacências.

GALERIA: Policiais realizam megaoperação em várias comunidades

Segundo um morador, que por motivos de segurança preferiu não se identificar, a promessa do traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, chefe do tráfico no Morro da Pedreira, de tomar as bocas de fumo da região, tem causado pavor e insegurança nas comunidades. A quadrilha de Playboy tenta expulsar os criminosos de outra facção dessas comunidades menores, ganhar campo e alcançar objetivos maiores como o Jorge Turco, em Rocha Miranda.

Mais de 300 policiais civis e militares realizaram uma megaoperação nesta quarta-feira em diversas comunidades do RioOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Ainda segundo ele, na véspera da megaoperação policial desta quarta-feira, houve troca de tiros em plena tarde. Comerciantes tiveram que fechar as lojas. Funcionários e clientes ficaram presos nos estabelecimentos e moradores não puderam entrar ou sair da Proença Rosa até o cessar-fogo. Um homem apontado como traficante e conhecido com Espetinho foi morto.

A cobiça pelo controle da Proença Rosa seria devido ao grande lucro das quadrilhas com as bocas de fumo que funcionam na comunidade, aliada a falta de repressão do tráfico de drogas pelo 41ºBPM (Irajá), ainda segundo um outro morador da região.

Policiais estiveram na manhã desta quarta-feira na Vila Olímpica Félix Mielli Venerando%2C em Honório Gurgel%2C durante operação na comunidade Proença RosaOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Durante a operação, policiais das delegacias de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) e de Combate às Drogas chegaram até a Vila Olímpica Félix Mielli Venerando, em Honório Gurgel. No local três traficantes apareceram em fotos e vídeos, exibindo para o alto fuzis automáticos dentro da piscina, onde tomavam banho.

Você pode gostar