Por thiago.antunes

Rio - O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vetou a possibilidade de haver reeleição no Tribunal de Justiça do Rio. A decisão liminar do conselheiro Paulo Teixeira, a pedido de cinco desembargadores da corte, foi confirmada em reunião do Conselho nesta terça-feira. Porém, ainda haverá julgamento do mérito e cabe recurso.

Em setembro, votação do tribunal pleno, que mudou as regras para eleição da cúpula da corte, decidiu que a reeleição para o cargo de presidente era permitida no interregno de quatro anos.

“Cabe recurso e é precipitado falar do futuro”, informou o desembargador Luiz Fernando de Carvalho, candidato à presidência e contra a possibilidade de reeleição. A presidenta do TJ, Leila Mariano, não se pronunciou. Um dos possíveis candidatos à presidência se fosse mantida a reeleição seria Luiz Zveiter, que ocupou a presidência em 2009 e 2010.

Você pode gostar