Baleado em confronto no São João, policial tem quadro estável

Soldado Rodrigo Felix de Souza Teixeira, de 30 anos, deu entrada em 'caráter de emergência' na unidade e passou por cirurgia, após ser atingido por disparos no braço e na perna

Por O Dia

Rio - O soldado da Polícia Militar Rodrigo Felix de Souza Teixeira, de 30 anos, tem o quadro de saúde estável e está em observação no Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins de Vasconcelos, Zona Norte do Rio, na noite deste sábado. Ferido em confronto com criminosos no Morro São João, no Engenho Novo, na manhã deste sábado, o PM deu entrada na unidade, às 11h30, "em caráter de emergência" e passou por uma cirurgia, após ter sido baleado no braço e na perna direita, conforme divulgou o Comando do 1º Distrito Naval.

Rodrigo e outros policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) São João foram recebidos a tiros por criminosos, por volta das 10h deste sábado, quando faziam patrulhamento na parte alta da favela, numa área de mata conhecida como Bandeira de Israel. Após confronto com a PM, os bandidos conseguiram fugir.

Equipes do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs, do Batalhão de Choque (BPCHq) e de outras UPPs da região reforçaram o policiamento na área e fizeram buscas pelos bandidos. Não há informação de prisões.

O tiroteio no Morro São João assustou moradores do Engenho Novo. Nas redes sociais, moradores do bairro da Zona Norte relataram a situação. "Polícia passando em alta velocidade pela Rua Barão do Bom Retiro", disse um internauta. Outro usuário do Twitter postou: "Viaduto do Jacarezinho fechado por traficantes". O Centro de Operações da Prefeitura não confirmou interdições na região.