Por adriano.araujo

Rio - As comemorações pelo Dia da Consciência Negra começaram cedo nesta quinta-feira. No monumento a Zumbi dos Palmares, que fica na Avenida Presidente Vargas, na altura da Praça 11, a Secretaria Estadual de Igualdade Racial promoveu eventos que se estenderam por boa parte do dia.

As homenagens começaram por volta das 8h, quando 30 baianas, junto com o grupo ‘Os Filhos de Gandhi’, fizeram o ritual de lavagem da imagem de Zumbi, nos mesmos moldes que se faz na escadaria da Igreja do Senhor do Bonfim, em Salvador, todo mês de janeiro.

GALERIA: Veja fotos da comemoração do dia da Consciência Negra, no Centro do Rio

Centenas de pessoas participam da comemoração do dia da Consciência Negra%2C neste feriado de quinta-feira%2C na Avenida Presidente Vargas%2C no Centro do RioSandro Vox / Cacau Fernandes / Paulo Carneiro / Agência O Dia

As comemorações duraram até o fim da tarde e foram marcadas por manifestações da cultura africana, que se fizeram presente com rodas de capoeira, danças religiosas e venda de roupas e comidas típicas. No próximo dia 30, a Prefeitura do Rio vai organizar um evento no Cais do Valongo, porto de chegada dos escravos, na Zona Portuária, para encerrar as homenagens ao mês da Consciência Negra.

Zumbi dos Palmares nasceu em 1655, em Alagoas. Era um homem livre, mas foi capturado e fugiu, tornando-se um símbolo de resistência. Lutou até ser morto, no dia 20 de novembro de 1695, data em que se comemora o Dia da Consciência Negra em mais de cem cidades brasileiras.

Você pode gostar