Perseguição no Grajaú termina com um morto e dois presos

Um dos suspeitos portava arma de uso exclusivo da PM

Por O Dia

Rio - Uma perseguição com intensa troca de tiros por sete minutos, entre policias militares e cinco criminosos, no Grajaú, Zona Norte do Rio, acabou com um bandido morto a tiro, dois presos e duas pistolas apreendidas, na noite deste sábado. Os outros dois ladrões acabaram fugindo. 

Um dos assaltantes ainda tentou roubar o motorista de uma caminhonete mesmo após ferimentos. “Antes de cair ferido ele chegou a dar dois tiros na vítima da picape, mas a arma falhou”, informou a PM. O ladrão foi encaminhado para o Hospital do Andaraí, mas não resistiu ao ferimento. Ele portava uma pistola Ponto 40, de uso exclusivo da PM. Segundo testemunhas, o motorista da caminhonete ficou em estado de choque após a tentativa de roubo.

Carro preto da vítima de roubo no Grajaú foi recuperado Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

A corrida ao bando, que seria oriundo do Complexo do Lins, começou na Avenida Engenheiro Richard, altura do número 21, quando um taxista alertou PMs de uma viatura do 6º BPM (Tijuca), que passava no local, de que um casal na rua tinha acabado de ter seu carro roubado, um Chevrolet Agile preto (placa KPN – 2045 – RJ). Divididos em dois carros, um deles o roubado, os ladrões foram alcançados pelos policias na Rua Itabaina. Cercados, os três criminosos que estavam no Agile abandonaram o veículo fugindo a pé. Momento no qual um deles foi baleado no pescoço.

Os policias conseguiram recuperar o Agile que era de uma vendedora de 30 anos que foi abordada com o namorado quando seguia para casa. Ela prestou queixa na 19ª DP (Tijuca), mas, muito abalada, não quis dar declaração.

Últimas de Rio De Janeiro