Morre aos 74 anos o escritor e jornalista esportivo Roberto Porto

Porto era conhecido pela sua paixão pelo Botafogo

Por O Dia

Rio - Morreu nesta quinta-feira o jornalista, escritor e historiador botafoguense Luiz Roberto Ribeiro Porto, aos 74 anos. No último dia 2 de dezembro, Roberto Porto foi internado no Hospital do Andaraí por conta de uma grave infecção nos dedos dos pés, em virtude de complicações da diabetes.

Imagem de luto ao jornalista foi compartilhada em uma página em sua homenagem no FacebookReprodução Facebook

Filho do comentarista e escritor Rui Porto, Roberto possui diversas publicações em referência ao Botafogo e o futebol, entre eles “História Ilustrada do Futebol Brasileiro”, ao lado de João Máximo e Salomão Scliar, e “Gírias e Verbetes Futebolísticos”, com Carlos Leonam e Manoela Pena, além de “Dicionário Popular de Futebol – o ABC das Arquibancadas” e “Botafogo, 101 Anos de Histórias, Mitos e Superstições”. O escritor formou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, antes de se dedicar ao jornalismo esportivo.

Roberto Porto trabalhou em diversos veículos impressos do país, tendo iniciado sua trajetória como estagiário do Jornal do Brasil, onde chegou ao cargo de Editor de Esportes, também passou pelo O Dia, O Globo, Tribuna da Imprensa e Correio da Manhã. Na TV, trabalhou na ESPN Brasil. No rádio, esteve na Tupi, na Globo, e na Rádio Nacional. O jornalista também mantinha um blog pessoal na Internet. Roberto é pai do narrador Roby Porto, do canal SporTv.

Em nota, o Botafogo decretou luto oficial de três dias e hasteará sua bandeira a meio mastro, em honra e agradecimento ao ilustre torcedor. As informações sobre velório e enterro ainda serão divulgadas.

Últimas de Rio De Janeiro