Estrondo na cobertura do Engenhão causa pânico em funcionários

Possível erro em colocação de barra durante obra no estádio causou o barulho; presidente do Botafogo negou problemas estruturais e disse que ocorreu um 'susto' entre operários

Por O Dia

Rio - Uma possível manobra mal executada, seguida de um estrondo, causou pânico entre funcionários que trabalhavam no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, na manhã deste sábado. Segundo informações da RioUrbe - que fiscaliza a obra -, o erro ocorreu durante a colocação de uma barra metálica de quatro metros e 30 cm de diâmetro no teto do estádio, que reforçaria a estrutura do Engenhão.

Não há informações de feridos e, de acordo com funcionários que trabalham na obra, o expediente deste sábado foi encerrado.

Estrondo causa pânico em funcionários que trabalham na reforma do EngenhãoBruno de Lima / Arquivo O Dia

Assustados, os operários saíram do estádio no início desta tarde. Eles, que não quiseram se identificar, afirmaram que parte da estrutura da cobertura cedeu. A RioUrbe nega. 

"Está desabando tudo. Parte da estrutura que cedeu foi perto do elevador do Engenhão", disse um funcionário. "Depois disso, liberaram a gente. Amanhã vamos trabalhar normalmente", completou outro operário. 

'Barulho assustou funcionários', diz presidente do Botafogo

Presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, reafirmou que houve um estrondo, mas negou problemas estruturais: "Houve um choque de duas peças que estavam sendo içadas. Com esse choque teve um barulho e as pessoas se assustaram, mas não teve maiores consequências. Ninguem se machucou, foi só um grande susto".

"O Anderson Simões (vice-presidente administrativo) estava lá até agora pouco, mas tecnicamente ainda não tenho informação sobre afundamento. Estamos tranquilos esperando o laudo oficial da RioUrbe", completou o presidente do clube. 

Prefeito nega problemas e garante entrega do estádio dentro do prazo

O prefeito Eduardo Paes, que participou de campanha contra a dengue nesta manhã, comentou o incidente no estádio, e garantiu que não houve problemas no local: "Não houve problema nenhum. Falei com o engenheiro responsável pela obra, nesta manhã. Ele disse que um operário se assustou com o movimento da arquibancada (provocado pelo impacto da barra de ferro). Não foi nada e o estádio vai ser entregue ao Botafogo e a população carioca no prazo", garantiu.

Na última sexta-feira, durante o lançamento do calendário de eventos do 'Rio 450 anos', Paes não quis confirmar uma data para a reabertura do Engenhão, mas disse que isso seria feito antes do aniversário da cidade, que acontece em março. A nova diretoria do Botafogo aguarda o estádio já para janeiro.

O Engenhão foi fechado no dia 26 de março de 2013 por apresentar problemas na cobertura sobre as arquibancadas, segundo dados do laudo preliminar de uma empresa alemã. 

Prefeitura dá prazo de 18 meses para devolver o Engenhão