Reunião do diretório regional do PT influenciará a formação da equipe de Paes

Ele vai diminuir a presença petista no seu secretariado caso o partido passe a fazer oposição aos governos municipal e estadual

Por O Dia

Rio - O resultado da reunião, amanhã, do diretório regional do PT influenciará a formação da nova equipe de Eduardo Paes. Ele vai diminuir a presença petista no seu secretariado caso o partido passe a fazer oposição aos governos municipal e estadual.

De olho na eleição do seu sucessor, Paes não quer fortalecer aqueles que poderão virar adversários. Vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Social, o petista Adilson Pires já se disse pré-candidato à prefeitura. O PT comanda mais duas secretarias.

A vez de Indio

O cuidado com o PT vale também para o PSD do deputado Indio da Costa, outro provável candidato à prefeitura em 2016.

Regra e exceção

O prefeito quer que sua equipe esteja comprometida com a eleição do deputado Pedro Paulo Carvalho. Abriu uma exceção para Rafael Picciani, futuro secretário de Transportes e irmão de Leonardo Picciani, pré-candidato à prefeitura. O convite foi para garantir boas relações com o pai de ambos, Jorge, presidente do PMDB -RJ.

Nomes de Pezão

No novo governo Pezão, Cidinha Campos (PDT) voltará para a Secretaria Estadual de Defesa do Consumidor. Júlio Lopes deverá assumir a de Turismo: seu PP perdeu a de Transportes. Já a economista Joana Monteiro presidirá o Instituto de Segurança Pública (ISP). O atual presidente, coronel Paulo Augusto Teixeira, irá para a equipe do futuro comandante da PM, coronel Pinheiro Neto.

Todos na linha

Na segunda-feira, a SuperVia começará uma nova campanha para tentar evitar acidentes em passagens de nível — este ano houve 11 atropelamentos e 40 c

Últimas de Rio De Janeiro