Ex-presidente de torcida do Flamengo é preso na Baixada Fluminense

Macula é acusado de matar o torcedor do Botafogo Luciano Martins dos Santos em fevereiro de 2013. Ele estava foragido

Por O Dia

Rio - Foragido da Justiça há um ano, Anderson Clemente da Silva, o Macula, ex-presidente da Raça Rubro-Negra, foi preso, por volta das 22h desta segunda-feira por policiais da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Ele é acusado de matar com quatro tiros o torcedor do Botafogo Luciano Martins dos Santos, de 28 anos, em fevereiro de 2013.

Ex-presidente da Torcida Raça Rubro-Negra%2C Anderson Clemente da Silva%2C o Macula%2C teve a prisão decretada pela Justiça por ter assassinado um torcedor do BotafogoFabio Gonçalves / Agência O Dia

Macula foi encontrado na Praça do Xavantes, no bairro de mesmo nome, em Belford Roxo, município da Baixada Fluminense. Os agentes conseguiram chegar até ele através de informações anônimas. No Portal dos Procurados, do Disque-Denúncia, uma recompensa de R$ 1 mil era oferecida a quem desse informações que levassem ao paradeiro de Anderson.

"Ele não reagiu à prisão. Estava parado em seu carro, um Fiat Estrada, quando os agentes o viram. Encontramos muitas roupas no interior do veículo, além de souvenirs do Flamengo. Ele disse que estava levando as roupas para a lavanderia, mas acreditamos que, por estar foragido, ele as deixava dentro do carro", disse Luís Otávio Franco, delegado titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

O crime aconteceu no dia 5 de fevereiro de 2013, na Rua Cândido Benício, em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Na ocasião, Macula também feriu a tiros outras três pessoas, que, além de outras testemunhas, o reconheceram como o autor dos disparos. Agora a Delegacia de Homicícios da capital irá investigar se outras pessoas estão envolvidas no caso. 

Últimas de Rio De Janeiro