Estacionamentos 10 vezes mais caros na virada da Zona Sul

Estacionar o carro próximo a alguma praia orla não foi tarefa barata. Os preços subiram até 1.266%, em comparação aos dias normais.

Por thiago.antunes

Rio - Estacionar o carro próximo a alguma praia da Zona Sul do Rio não foi tarefa barata neste dia 31. Os preços subiram até 1.266%, em comparação aos dias normais. Localizado na Hilário de Gouveia, quase esquina da Avenida Atlântica, em Copacabana, o Focus Park cobrava R$ 190, pernoite de 12h - nos outros dias o valor é de R$ 15. Mesmo com os valores altos, todas as vagas estavam cheias. “Tá tudo lotado desde 8h30, entra um carro e sai outro”, afirmou um funcionário que pediu para não ser identificado.

Ao lado dele, o Real Park cobrava R$ 150 pelo período de 24h e ainda tinha vagas, mas a qualidade do local deixava a desejar: poças d’água por todos os lados e mal sinalizado. A turista Pâmela Soares, de 28 anos, que veio de Juiz de Fora com a família e ficou abismada com os valores. “Lá em Minas não cobram mais caro por ser réveillon não”, reclama.

Enquanto isso no Flamengo, o Copark cobrava R$ 40 a hora, o advogado Carlos Valença de 62 anos, tomou um susto quando foi deixar seu carro no local. “Não vou deixar aqui não, vou embora, eu nem vim passar festas nem nada, ia deixar só por uma hora para ir almoçar”, reclamou ele, que ainda citou a Lei nº 1.521, conhecida como Lei da Economia Popular.

“Não sou contra o lucro, mas o preço está cinco vezes mais caro.” Adriano Pereira de Araújo, responsável pelo Copark do Flamengo, que levou a família para o serviço para não passar o ano sozinho, justificou o preço com as vantagens que o local possui. “Aqui é organizado, limpo, tem segurança 24h, banheiro, bebedouro e até cafezinho. Enquanto tem um monte de lugares horríveis por aí, cobrando até R$ 200. Temos um preço especial para quem ficar 24h: R$ 100.”

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia