Cervejinha na hora do trabalho em UPP pode custar caro a policiais

Grupo lotado no Caju teria ignorado o serviço para curtir o Réveillon

Por O Dia

Rio - O Comando de Polícia Pacificadora (CPP) vai abrir procedimento administrativo para investigar a conduta de PMs da UPP do Caju. Eles são acusados por moradores de abandonar o patrulhamento da comunidade e comemorar o Réveillon bebendo cerveja, mesmo estando de serviço. Ainda segundo a denúncia, enquanto brindavam a chegada do novo ano, alguns se recusaram a atender uma ocorrência de briga.

Homens que seriam da UPP do Caju registraram brinde em fotoDivulgação

Segundo um morador do Caju, que pediu anonimato, policiais que aparecem numa foto e colegas de farda abandonaram o plantão da Base Alfa e foram para a Praça do Senninha ainda durante a noite, antes da virada. Ainda de acordo com o morador, a comemoração foi até o amanhecer. As fotos fora tiradas por eles próprios. “Os PMs estavam agindo como se fossem moradores, não queriam saber de nada. Amanheceram o dia bêbados”, comentou.

Em nota, o CPP alegou que irá investigar as circunstâncias e a data em que a foto foi registrada. A nota diz ainda que as imagens foram passadas ao comando da unidade, que fará a identificação dos policiais através de nomes e fisionomias, e que as medidas cabíveis serão tomadas.

Ainda segundo o CPP, mesmo que os policiais já tivessem saído do serviço, eles poderão ser punidos. “Consumir bebida alcoólica fardado, fora de serviço, pode ser entendido como conduta disciplinar inadequada. A punição fica a cargo da decisão do conselho disciplinar militar, podendo ir de detenção até a expulsão”, conclui a nota.

Últimas de Rio De Janeiro