Pezão cogita pedir reforços do Mais Médicos para a região metropolitana do Rio

Governador diz que o estado poderia se beneficiar com maior presença de profissionais de Cuba

Por O Dia

Rio - O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse que avalia a necessidade de pedir reforço do Programa Mais Médicos na região metropolitana do Rio. Na manhã desta sexta-feira o governador afirmou que o estado poderia se beneficiar com a maior presença de profissionais de Cuba trazidos pelo programa.

"Tem um baixo número de médicos cubanos na região metropolitana do Rio. Acho que o estado do Rio todo, principalmente a região metropolitana, pode se beneficiar mais", disse Pezão. Acrescentou que o levantamento ainda está em curso. "Se precisar de mais, nós vamos pedir. Tenho um sonho de universalizar a atenção básica e a saúde na região metropolitana do Rio”.

Pezão cogita pedir reforços do Mais Médicos para a região metropolitana do RioJosé Pedro Monteiro / Parceiros / Agência O Dia

Segundo o Ministério da Saúde, o estado do Rio tem hoje 386 dos 11.429 médicos cubanos vinculados ao programa que atuam no Brasil.

O governador disse, ainda, que ajudará os municípios a estruturar os serviços de atenção básica de saúde. Na reunião marcada para o dia 7 com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e com o ministro da saúde, Arthur Chioro, o governador vai propor uma regulação única para o sistema de saúde do Rio, com uma rede que se comunique mais com os municípios.

Além disso, Pezão prometeu se reunir com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com os governadores de São Paulo, Geraldo Alckimin; de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e do Espírito Santo, Paulo Hartung, para tratar da segurança das fronteiras. 

Com informações da Agência Brasil

Últimas de Rio De Janeiro