Disque-Denúncia divulga cartaz para esclarecer morte de jovem na Baixada

Tayenne Abreu foi morta no dia 1º de janeiro, após ser baleada na cabeça próximo à favela Castelar, no centro de Belford Roxo

Por O Dia

O Disque-Denúncia pede para que qualquer informação seja denunciadaDivulgação / Disque-Denúncia

Rio - O Disque-Denúncia lançou, na madrugada deste domingo, um cartaz para que a população possa ajudar a encontrar o responsável pela morte da jovem Tayenne Rodrigues Pereira de Abreu, de 22 anos, morta com dois tiros na cabeça próxim o a um dos acessos da favela do Castelar, no centro de Belford Roxo.

Tayenne foi encontrada ferida na cabeça por volta das sete horas da manhã do dia 1º entre a Rua Moacir Pereira Mattos Filho e a Avenida Joaquim da Costa Lima, no Centro do município da Baixada Fluminense.

A jovem chegou a ser encaminhada ao Hospital do Joca, também em Belford Roxo, mas não resistiu aos ferimentos. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense suspeita que Tayenne tenha sido vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), uma vez que ela teve o celular e a bolsa roubados.

Torcedora do Vasco da Gama, a jovem trabalhava como assistente de Recursos Humanos no Metrô Rio desde 2011 e, ano passado, começou a estudar Psicologia no Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação (IBMR).

Últimas de Rio De Janeiro