Disque-Denúncia recebe 11 ligações após aumentar recompensa por Playboy

São oferecidos R$ 50 mil por informações que levem à prisão do bandido. Polícia recupera várias motos no Morro da Pedreira

Por O Dia

Recompensa pelo traficante Playboy aumentou para R%24 50 milDivulgação

Rio - Já foram registradas 11 ligações desde que o Disque-Denúncia anunciou, nesta quinta-feira, que a recompensa por informações que levem à prisão de Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, subiu de R$ 20 mil para R$ 50 mil.

O chefe do tráfico de drogas no Complexo da Pedreira, em Costa Barros, Zona Norte da cidade, é, de acordo com a polícia, o responsável pelo roubo de 193 motos de um depósito de veículos em Fazendo Botafogo, bairro vizinho ao complexo de favelas, na madrugada do dia 31 de dezembro. 

A recompensa por Vanilson Venâncio Gomes, o Tida, responsável por toda logística da quadrilha que age na mesma favela também subiu de R$ 1 mil para R$ 10 mil.

Iniciada nesta manhã, uma megaoperação reúne cerca de 300 agentes da Polícia Civil no Morro da Pedreira com o objetivo de prender Playboy. Dezenas de motos já foram apreendidas pelos policiais.

Polícia faz operação no Morro da Pedreira

A quadrilha comandada por Playboy é indicada como a responsável pelos diversos roubos de cargas, na região do entorno da Pedreira, principalmente, as de cigarros que valem muitos no mercado negro.

Outros produtos visados pelos traficantes são os eletroeletrônicos, alimentos, e remédios. Metade do dinheiro que a quadrilha consegue com os roubos, é dado ao traficante para comprar armas e drogas, financiar outras quadrilhas e alugar armas para invasões em redutos de grupos rivais.

Dezenas de motos já foram recuperadas pelos policiais civis que desde o início da manhã fazem operação no Morro da Pedreira, em Costa BarrosSeverino Silva / Agência O Dia

FOTOS: Policiais apreendem veículos no Complexo da Pedreira

Vídeo será analisado pela Polícia Civil

A Polícia Civil analisa um vídeo enviado para o WhatsApp do DIA (98762-8248) onde mostra um grupo desfilando com motos que seriam as roubadas do depósito da empresa Rodando Legal, que presta serviço ao Detro, na madrugada do último dia 31 de dezembro.

Dois vigias prestaram depoimento na última quarta-feira na 40ªDP (Honório Gurgel) e contaram que foram rendidos por 30 bandidos armados com fuzis e pistolas. Antes, porém, dois criminosos em motocicletas verificaram pelo portão se havia segurança ou câmeras no local. Os vigilantes também ressaltaram que não há equipamento de filmagem na empresa e que, por diversas vezes, pediram que jovens da comunidade vizinha deixassem o pátio porque estavam furtando peças das motos.

A Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) assumiu as investigações do caso nesta quinta-feira. De acordo com a Polícia Civil, equipes da delegacia estão realizando diligência e analisando documentos e imagens. As investigações estão em andamento.

Detro diz que haverá ressarcimento

O Detro informou nesta quinta que os proprietários das motos estão entrando em contato direto com a empresa responsável pela guarda dos veículos na Fazenda Botafogo, a Rodando Legal. E garantiu que todos os donos que apresentarem a documentação (a mesma exigida para retirada dos veículos) serão ressarcidos pela empresa de eventuais prejuízos. O órgão disse ainda que a Rodando Legal está fazendo levantamento das motos devolvidas e suas condições.

Últimas de Rio De Janeiro