Polícia prende dois homens e interdita clínicas odontológicas em Realengo

Agentes da Decon encontraram medicamentos e produtos vencidos usados em procedimentos

Por O Dia

Rio - Policiais da Delegacia Especial de Crimes Contra o Consumidor (Decon) prenderam na tarde desta quinta-feira Márcio Aguiar Langame, de 34 anos, e Adelino Izidoro Langame, 66. Eles administravam duas clínicas odontológicas em Realengo, na Zona Oeste do Rio, onde foram encontradas irregularidades.

Segundo o delegado Gilson Perdigão, titular da especializada, os agentes encontraram grande quantidade de produtos vencidos que eram utilizados em procedimentos odontológicos. Os policiais também encontraram grande quantidade de material para a confecção de próteses, armazenados de forma inadequada.

Ainda de acordo com Gilson Perdigão, também foi constatado pela perícia que os instrumentos não eram esterilizados de acordo com as normas técnicas. Em uma estufa os agentes verificaram que haviam resíduos de oxidação nas bandejas onde os instrumentos eram acomodados.

Outros medicamentos foram apreendidos porque estavam guardados em um local com temperatura elevadíssima, os deixando impróprios para o consumo. No momento da ação policial haviam vários pacientes aguardando para serem atendidos. Dentre as irregularidades também foi apresentado por um dos detidos um alvará que estava vencido.

Márcio e Adelino foram autuados em flagrante por crime contra as relações de consumo.

Últimas de Rio De Janeiro