Corpo de estudante morto em tentativa de assalto em Botafogo é cremado

Mausy Schomaker, mãe de Alex, convocou os presentes no velório para uma manifestação pela paz neste domingo, às 9h

Por O Dia

Rio - O corpo de Alex Schomaker Bastos, de 23 anos, aluno da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi cremado neste sábado. O estudante foi assassinado com quatro tiros durante uma tentativa de assalto na Rua General Severiano, em frente ao campus da UFRJ, em Botafogo, Zona Sul do Rio, na noite desta quinta-feira.

Estudante de Biologia é morto em tentativa de assalto em Botafogo

Familiares e amigos de estudante morto em Botafogo farão mobilização

Cerca de 100 pessoas compareceram ao velório do jovem. Sob aplausos, o corpo do estudante deixou a capela do cemitério, por volta das 11h10, para a cerimônia de cremação, no Memorial do Carmo. A mãe de Alex, Mausy Schomaker, convocou os presentes para uma manifestação pela paz que vai acontecer no local onde o filho morreu, em Botafogo, neste domingo, às 9h.

Parentes participaram do velório do corpo do universitário%2C que foi cremado. Cinzas serão jogadas no mar Paulo Araújo / Agência O Dia

Uma amiga da família, que não quis se identificar, disse que Alex mandou uma mensagem para a mãe um pouco antes do crime dizendo que chegaria em casa em 10 minutos.

O irmão por parte de mãe de Alex afirmou que ele era uma pessoa muito simples e não acredita que tenha reagido ao assalto. "Ele era muito estudioso e dificilmente reagiria ao assalto, só se fosse no susto. Ele era uma pessoa muito simples. Minha dor é dupla porque o Alex era um irmão e quase um filho pra mim".

O estudante iria participar da colação de grau no dia 26 de janeiro. No evento, haverá uma homenagem e os formandos vão entregar o diploma para a mãe do jovem.

O crime

Alex Schomaker Bastos%2C de 23 anos%2C foi morto durante uma tentativa de assalto na noite de quinta%2C em Botafogo. Ele faleceu quando estava sendo operado no Miguel CoutoReprodução Facebook

Segundo informações, o jovem esperava condução em um ponto de ônibus quando foi abordado por dois homens em duas motos. Os criminosos pediram a mochila de Alex. De acordo o 2º BPM (Botafogo), o jovem teria se negado a entregar a bolsa ou reagido a ação dos bandidos. Alex foi ferido na perna, no tórax e no abdômen e não resistiu aos ferimentos.


Tio de Alex desabafa em rede social

“Nunca imaginei postar em meu perfil, numa rede social, uma tragédia familiar. Hoje eu o faço para desabafar. Até quando iremos suportar tanta violência? Na cidade “maravilhosa” e em todo o Brasil, se mata mais em um ano do que em todas as guerras hoje em curso no mundo, e mais do que em qualquer dos atos terroristas. Nos calamos, nos acostumamos. Meu sobrinho foi morto ontem à noite. Ele tinha 24 anos, professor, jovem, querido (...). Por uma mochila, teve sua vida brutal e covardemente tirada. À minha família, para os pais e irmãos do Alex, eu peço paz”, escreveu Antonio Bastos, tio de Alex.




Últimas de Rio De Janeiro