Uerj prevê atraso de uma semana em pagamento de bolsas e salários

Circular divulgada pela Diretoria de Administração Financeira da universidade informa que pagamentos sairão a partir do dia 17

Por O Dia

Rio - Forçada a antecipar o recesso do fim do ano passado devido a um déficit orçamentário de R$ 23 milhões, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) volta a se 'embolar' e, segundo circular divulgada internamente nesta segunda-feira pela Diretoria de Administração Financeira da instituição (DAF), o pagamento de salários e bolsas de estudantes e funcionários deve sair só a partir de 17 de janeiro. Geralmente, os valores são depositados no dia 10, uma semana antes do novo prazo. 

As folhas de pagamento de "médicos residentes, cotistas, bolsistas , professores substitutos visitantes, Proatec, Proiniciar, Projetos e outras" já foram processadas e estão em condições de serem pagas, segundo informações na circular. A liberação dos pagamentos, no entanto, só seria feita "após autorização da Contadoria Geral do Estado (CGE)".

De acordo com o contador geral do Estado, Francisco Iglesias, o órgão não se responsabiliza por atos de gestão, por exemplo, pela autorização de pagamentos. O servidor público atribuiu a responsabilidade pela liberação das folhas à Subsecretaria do Tesouro Estadual, ou a determinação do próprio governador, Luiz Fernando Pezão. Já que as folhas estão inscritas nos Restos a Pagar de 2014, Iglesias disse que, "em tese, no dia 19 poderia ser pago". Apesar disso, não fica a cargo da CGE autorizar ou não a liberação do pagamento de bolsas e salários. 

O estudante de Contabilidade Bruno Braga Pereira, 21, que recebe uma bolsa pelo Centro de Estudos de Economia, lamentou o atraso, que, segundo ele, prejudicará colegas: "Tem muito aluno cotista que será afetado. Ainda mais com o aumento das passagens, tem aluno que não tem dinheiro para vir para a universidade."

Segundo ele, que também é membro do Diretorio Central do Estudante (DCE), responsável pela representatividade de todo o campi da Uerj, ao passar o dia que o benefício é pago, algumas pessoas da chapa foram até a Diretoria Financeira e receberam a liminar como resposta.

Outro aluno, do 6º período do curso de Engenharia, Jorge William, 23, contou como tem resolvido o problema no atraso da bolsa que recebe por ser aluno cotista da universidade.  "A gente se vira como pode. Pede ajuda para a família... Os alunos cotistas recebem um cartão para o transporte, mas xerox, e locomoção estão entre outras despesas", disse William. 

A reportagem não conseguiu entrar em contato com a assessoria da universidade, bem como com a Diretoria Financeira da instituição de ensino. Não houve retorno também aos emails enviados. 

Corpo docente convoca assembleia nesta terça-feira

Após a divulgação da circular informando o atraso nos pagamentos de bolsas e salários de funcionários e estudantes, em nota, a Assessoria de Comunicação da Associação de Docentes da Uerj (Asduerj) convocou a primeira assembleia docente do ano para tratar de tais questões. O encontro será às 14h, no auditório 11 do campus Maracanã. 


Leia também: 

'É absurdo', diz diretor de empresa que presta serviços à Uerj sobre processo

Uerj antecipa recesso de fim de ano devido à falta de verbas

Últimas de Rio De Janeiro