Deputado federal Eduardo Cunha diz que sofreu tentativa de assalto na Barra

Candidato à presidência da Câmara relatou crime ocorrido no dia 3 de janeiro. Tiros não o atingiu porque vidro era blindado

Por O Dia

Rio - Candidato à presidência da Câmara dos Deputados, o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) disse, através de sua conta no Twitter, que sofreu uma tentativa de assalto na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. 

O parlamentar disse que o carro em que estava no lado do carona foi abordado pelo ocupante de uma moto na Avenida das Américas, principal via do bairro. Quando o sinal fechou, o criminoso, armado, abordou o veículo.

LEIA: Chinaglia anuncia acerto contra Eduardo Cunha

Deputado federal Eduardo Cunha relata tentativa de assalto sofrida no último dia 3%2C na BarraReprodução Twitter

"Como o carro era blindado, o motoqueiro atirou no vidro e fugiu sem qualquer consequência". O susto sofrido por Eduardo Cunha no dia 3 de janeiro, às 18h. Ele disse ter revelado o fato para "evitar qualquer especulação."

O colunista Ancelmo Gois publicou no jornal O Globo desta sexta-feira que, durante um encontro de políticos com o ministro Gilberto Kassab, na última quarta-feira, um parlamentar da Câmara revelou que o carro do ministro foi atingido por seis tiros. Ele usou a conta na rede social para negar. "Número de tiros não corresponde ao publicado."

?O deputado também disse que entrou em contado com o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, também do PMDB, para que ele ficasse ciente do caso. Ele atribuiu a tentativa de assalto a uma "ação normal naquela área nos últimos tempos."

Eduardo Cunha chegou a ser citado na Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras. Entretanto, o doleiro Alberto Yossef enviou por escrito à Justiça Federal do Paraná, onde correm processos da operação, uma petição dizendo que seu cliente não determinou o envio de dinheiro para o líder peemedebista.

Eduardo Cunha é candidato à presidência da CâmaraFabio Gonçalves / Agência O Dia


Últimas de Rio De Janeiro