Dois mortos e dez feridos em noite violenta na Baixada Fluminense

Casos aconteceram em Nova Iguaçu e Mesquita, onde cinco pessoas foram baleadas em uma suposta tentativa de assalto

Por O Dia

Rio - A noite de quinta-feira foi de violência nos municípios de Nova Iguaçu e Mesquita, na Baixada Fluminense. Em sete ocorrências, duas pessoas foram mortas e outras dez foram baleadas. Numa delas, cinco pessoas de uma mesma família foram feridas em uma suposta tentativa de assalto no bairro de Édson Passos, em Mesquita. Uma criança de um ano e seis meses e a mãe dela estão entre as vítimas.

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga as mortes ocorridas em Nova Iguaçu. No bairro de Comendador Soares, um homem identificado como Giovani Elias foi morto por um grupo de suspeitos a pé, no acesso à Rodovia Presidente Dutra. Segundo a polícia, ele, o pai e um funcionários deles jogavam entulho em um terreno baldio quando homens passaram pelo local. Desconfiados, os três tentaram ir embora, mas foram atacados a tiros pelos desconhecidos. Giovani ainda foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro, mas não resistiu. O pai e o funcionário nada sofreram.

No bairro Mangueira%2C em Nova Iguaçu%2C segurança foi baleadoDivulgação

Outro caso é o de Jonathan da Silva Reis. Ele chegou ao Hospital da Posse baleado com oito tiros e sem um dos pés. De acordo com as primeiras informações colhidas pelos policiais, ele é morador do bairro Ouro Fino e teria sido levado supostamente por parentes. Nenhum deles, porém, foi localizado pelos investigadores. A vítima morreu depois de dar entrada na unidade.

De acordo com a 53ª DP (Mesquita), os cinco baleados em Édson Passos seriam da mesma família e estariam voltando de uma igreja no bairro e sido vítimas de uma tentativa de assalto na Rua Corduva, na localidade de Santa Teresinha, por volta das 22h30. Na chegada de policiais do 20º BPM (Mesquita) ao local, as vítimas já tinham sido socorridas. Mãe e filha tinham sido levadas para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias. As outras três pessoas foram encaminhadas para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Posse. Eles foram identificados apenas como Camila, Stela, Raiane, Marcos Vinícius e Manoel Cássio. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

Por volta das 23h30, Ubiraci Araújo da Fonseca, de 34 anos, e José André da Silva Junior, 24, foram baleados no bairro Jardim Palmares, em Nova Iguaçu. Segundo policiais da 56ª DP (Comendador Soares), homens armados em um carro de cor escura atiraram contra as vítimas. Os dois estão internados no Hospital da Posse. Ainda de acordo com os agentes, Ubiraci tem passagens pela polícia por homicídios, roubo e formação de quadrilha. José André tem antecedente criminal por porte ilegal de arma.

Ainda em Nova Iguaçu, um homem que seria segurança de uma farmácia na Rua Otávio Moreira de Melo, 290, no bairro Mangueira, foi baleado. Testemunhas contaram que ocupantes de um carro, de placa não anotada, passaram pelo local disparando. Ela foi socorrido por um colega para o Hospital da Posse. os disparos assustaram moradores do Condomínio Residencial Iguaçu, que fica em frente. Devido às férias escolares, várias crianças brincavam na área de lazer do local.

Já no bairro Valverde, o ex-presidiário Leonardo da Silva Pereira foi perseguido e baleado por homens armados. Ele está internado no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias. Segundo a PM, ele tem uma extensa ficha criminal. No bairro Corumbá, em Nova Iguaçu, Thiago Wilson Souza foi ferido à bala após reagir a uma tentativa de assalto. Inicialmente ele foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois transferido para o Hospital da Posse.

Últimas de Rio De Janeiro