Primeiro de Março é fechada para obras e motoristas temem lentidão

Trecho está interditado para a construção do Túnel Rio 450

Por O Dia

Rio - O carioca já vai sentir hoje o efeito das novas mudanças no trânsito do Centro do Rio. Desde sábado, o trecho da Rua Primeiro de Março, entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua Visconde de Inhaúma, está interditado para execução das obras do Túnel Rio 450. Motoristas temem que o aumento do fluxo de veículos na quarta-feira, após o feriadão, cause retenções na região.

O trecho permanecerá fechado por 20 dias e, em função disso, cinco linhas de ônibus tiveram seus pontos finais alterados para as avenidas Presidente Vargas e Rio Branco. Moradora da Baixada Fluminense, Miriam Jesus Araújo, de 32 anos, se perdeu neste domingo no Centro por causa da mudança. “Decidi levar as crianças para passear em Niterói e descobri, quando cheguei ao Rio, que a rota dos ônibus mudou. Não costumo andar pelo Centro, então ficou difícil me localizar”, explicou.

Trecho entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua Visconde de Inhaúma permanecerá fechado por 20 diasAlexandre Brum / Agência O Dia

De carro, quem quiser seguir para Praça Mauá, Niterói ou Avenida Brasil também precisa desviar pela Presidente Vargas e Rio Branco.Estabelecimentos comerciais terão acesso local garantido também pelas ruas Visconde de Inhaúma, Candelária e Teófilo Otoni.

Há quatro meses no Rio depois de morar quatro anos em Paris, na França, o casal de paulistas Eduardo Bernardes, 33, e Tatiana Kessedjian, 31, está surpreso com o trânsito. “Está pior que o de São Paulo e a qualidade dos ônibus é assustadora. Está muito difícil se deslocar aqui e vai ficar pior ainda”, disse Tatiana. Para Eduardo, vale a pena sofrer com as obras, se o resultado for compensador. “Se melhorar o trânsito, ótimo, dá para aguentar”.

Últimas de Rio De Janeiro