Por nicolas.satriano
Publicado 27/01/2015 22:10 | Atualizado 27/01/2015 22:12

Rio - A Fundação Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), de Niterói, foi condenada pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) a devolver aos cofres públicos do município R$ 83.994,43. O tribunal considerou ilegítimos os pagamentos feitos, a título de ajuda de custo por trabalho voluntário, a Carlos Augusto Bittencourt, no valor de R$ 36 mil, pela coordenação geral do projeto, e a Regina Célia Corrêa, de R$ 24 mil, pela assistência de coordenação.

O TCE-RJ descobriu, também, que os valores recebidos pelos coordenadores são distintos dos pagos aos demais voluntários que participaram do projeto. A decisão foi tomada na sessão plenária desta terça-feira, com base no voto do conselheiro-relator Marco Antonio Alencar.

Em 2009, a Prefeitura de Niterói concedeu subvenção à Funcab no valor de R$ 450.500,00 para a execução do “Projeto Nomes”, destinado a promover a prática de atividades físicas com pessoas de todas as idades.

Você pode gostar