Por bianca.lobianco
Publicado 27/01/2015 14:57 | Atualizado 27/01/2015 19:19

Rio - Uma intensa troca de tiros voltou a assustar moradores da Fazendinha, no Complexo do Alemão, na Zona Norte, na manhã desta terça-feira. Segundo as primeiras informações, o teleférico teve que ser paralisado. Há informações, ainda não confirmadas, de que um menor teria sido atingido por disparos. O tiroteio acontece nas proximidades da base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade. 

De acordo com a asessoria das Unidades de Polícia Pacificadoras, "no fim da manhã desta terça-feira policiais da UPP Nova Brasília realizavam patrulhamento no interior da comunidade quando foram recebidos a tiros por criminosos. Os agentes revidaram e os suspeitos fugiram. Até o momento, não há registro de feridos"

O policiamento está reforçado na região e equipes estão realizando buscas em toda área do complexo. 

Madrugada tensa no conjunto de favelas

Na madrugada desta terça-feira, um adolescente de 16 anos foi ferido nas costas após uma intensa troca de tiros entre policiais da UPP da Fazendinha e traficantes. O jovem está internado no Hospital Estadual Getúlio Vargas (HGV), na Penha. Ele teve que ser submetido a uma cirurgia  e está em observação. A vítima pode ser a 18 pessoa ferida por bala perdida nos últimos 10 dias na Região Metropolitana, segundo levantamento do DIA.

Infográfico: Números da violência

De acordo com o Comando de Polícia Pacificadora (CPP), os PMs foram recebidos a tiros por bandidos durante um patrulhamento na localidade conhecida como Inferno Verde. Após o confronto, os marginais fugiram. Pouco tempo depois, o adolescente deu entrada baleado no HGV. Em nota, a PM esclareceu que que nenhuma base da UPP foi atacada. As armas dos militares foram apreendidas pela Polícia Civil. O comando da UPP Fazendinha determinou a abertura de uma averiguação sumária. O caso está sendo analisado na 22ª DP (Penha).

No hospital, o irmão mais velho do adolescente, que preferiu não se identificar, disse que ele foi ferido depois da troca de tiros entre PMs da UPP e bandidos. Como a situação já teria acalmado, o grupo em que a vítima estava resolveu voltar para a praça onde conversava antes do confronto. Foi ouvido um barulho de um disparo de arma de fogo isolado e em seguida o menor tombou atingido nas costas.

Fiquei nervoso, não sabia o que fazer. Não deixei ele dormir, porque ele estava querendo fechar o olho", disse o irmão no HGV. Segundo ele, confrontos acontecem na Fazendinha, mas que eles ocorreram pelo menos três vezes em uma semana.

Ainda segundo o irmão, a vítima foi socorrida de carro por um morador e levada para o HGV. A Polícia Civil investiga em que circunstância o adolescente foi ferido, sua identificação e se tem antecedentes criminais. Até às 3h, não havia definição se o caso seria registrado na 22ª DP ou na 45ª DP (Alemão).

Relembre as outras vítimas

26/01

Sandra Costa dos Santos, 58 anos, ferida na cabeça quando dormia, em Bangu

25/01

Adrienne Solan do Nascimento, 21 anos, morreu baleada na Rocinha.

25/01

Lilian Leal de Moraes, 13, ferida em Costa Barros na guerra entre traficantes.

25/01

Wilian Dias, 24 anos, Marcelo Marques dos Santos, 42, Milton dos Santos Mota, 56, e Norman Maria Silva Rego, 53, feridos em Mesquita durante tiroteio.

24/01

Caio Robert Carvalho Rodrigues, 15, baleado ao visitar amigos em Niterói.

24/01

Uma mulher e um adolescente ficaram feridos em tiroteio no Juramento.

23/01

Edilton de Jesus dos Santos, 20, atingido dentro do Parque Madureira.

22/01

Lavínia Crissiullo, 3, ferida no Estácio.

22/01
William Robaiana, 35, baleado em Santa Cruz.

20/01

Márcia Costa, 44, ferida em Bangu.

18/01

Asafe Ibrahim, 9, baleado no Sesi de Honório Gurgel, morreu dias depois.

17/01

Carlos Eduardo Rodrigues de Paula, 33, atingido por tiro em Bangu.

16/01

Larissa de Carvalho, 4, morreu após ser atingida por bala perdida ao sair de restaurante em Bangu.

Você pode gostar