Por paulo.gomes

Rio - O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, participou nesta sexta-feira da cerimônia de formatura de 398 novos policiais militares, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap), em Sulacap. Assim como o secretário de Segurança José Mariano Beltrame disse no início da semana, Pezão pediu maior fiscalização nas fronteiras para evitar que armas entrem de forma irregular no Estado.

GALERIA: Cerimônia de 398 novos policiais militares em Sulacap

"Estamos colocando mais 398 policiais, dia 28 de fevereiro estarei aqui de novo para colocar mais 400 policiais. Nós contratamos 13.800 policiais. Agora é aquele apelo que estamos fazendo sempre. Temos que cercar as nossas fronteiras. Ontem apreenderam seis fuzis russos. Isso chega pelas nossas estradas, pela Baía de Guanabara. Se a gente não intensificar esse combate, é um enxuga gelo", disse.

O governador Luiz Fernando Pezão participou nesta sexta-feira da formatura de 398 novos policiais militaresSeverino Silva / Agência O Dia

Além de segurança pública, Pezão falou sobre a questão da água. Ele afirma que vem conversando regularmente com Geraldo Alckmin e Fernando Pimentel, governadores de São Paulo e Minas Gerais, respectivamente, para encontrar uma solução. "Isso está sendo conversado toda semana. Nenhum estado vai ser prejudicado em detrimento do outro, a decisão vai ser tomada entre os três governos (Rio, São Paulo e Minas) juntos aos órgãos ambientais".

Pezão lembrou que o problema de falta de chuva no Estado vem de longa data: "A gente já vem numa seca desde 2009 a 2013. Tivemos seca forte, não choveu o esperado, mas nós atravessamos. A Cedae fez diversos investimentos que deram segurança ao sistema. Nós mudamos a captação de água de alguns municípios", lembra.

O governador afirmou que terá uma reunião com a presidente da Petrobras, Graça Foster, para conversar sobre a dívida da estatal com o Rio de Janeiro. "Nós precisamos de recurso. O Estado não paga policial, professor com depósito judicial e nem com dívida ativa. Então eu tenho que tomar providências para lugar pelo caixa do Estado", finaliza.

Você pode gostar