Por marcello.victor

Rio - O Portal dos Procurados lança neste sábado, cartaz com recompensa por informações que levem a prisão de Marcos Antônio Tavares Bezerra, o Naíba, e Luiz Felipe Guimarães, o Churros. Eles são suspeitos de atacar, na segunda-feira, o policial militar Davis Fernandes Giffone, de 28 anos, lotado na (UPP) da Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio. A recompensa oferecida é de R$ 1 mil por cada.

O policial havia deixado o trabalho e ia para casa. Ao passar com sua moto pela Rua Merindiba, no interior da comunidade, foi atingido por pelo menos oito tiros, sendo cinco no tórax, dois no braço e um na perna. O PM, que não estava fardado, ainda teve sua a arma roubada. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, ele passou por nova cirurgia nesta quinta-feira.

Suspeitos atiraram em PM na UPP Vila CruzeiroDivulgação

Agentes da 22ª DP (Penha), em conjunto com policiais militares da UPP da Vila Cruzeiro realizaram nesta sexta-feira uma operação para prender os criminosos. Mario César de Almeida Filho, conhecido como Marinho, foi preso. Ele é apontado como o responsável pelo ataque ao policial. De acordo com a Polícia Civil, Marinho ainda tentou fugir pulando uma janela, mas foi perseguido e detido pelos policiais. Com ele foi apreendida uma granada. Um adolescente de 14 anos, acusado também de ter participado do ataque ao PM, foi apreendido pelos agentes.

Em desfavor de Marcos Antônio e Luiz Felipe, que já são considerados foragidos da justiça, foi expedido mandado de prisão temporária de 30 dias, pela 11ª Vara Criminal da Capital, mandado de prisão nº: 34470-30.2015.8.19.0001.0001, datado em: 03/02/2015, com validade até: 02/02/2035, pelos crimes tentativa de homicídio e associação para o tráfico de drogas. Luiz Felipe Guimarães, já teve passagem pelo sistema prisional entre maio e junho de 2014, e contra ele ainda existem ocorrências policiais por: desobediência; tráfico de drogas, porte de drogas.

Todas as informações sobre os suspeitos estarão sendo encaminhadas para 22ª DP, que está encarregada do caso.

Quem tiver alguma informação a respeito da localização e paradeiro de Marcos Antonio e Luiz Felipe, ou de quem mais teria participado do ataque ao policial militar, denuncie, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou entre em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital.

O anonimato é garantido. A Coordenação do Portal dos Procurados, alerta à população para não investigar por conta própria, devendo apenas relatar à polícia a sua suspeita. Sempre armado e perigoso.

Você pode gostar