Prefeitura pede que motoristas evitem o Centro do Rio durante o Carnaval

Segundo a RioTur, fechamento da Rio Branco e alterações na Avenida Presidente Vargas vão complicar ainda mais o trânsito

Por O Dia

Rio - As mudanças viárias no Centro para o Carnaval começam a partir desta quinta-feira. Por conta das alterações no trânsito para a passagem dos carros alegóricos e do fechamento da Avenida Rio Branco, a Riotur fez um alerta e pediu que motoristas evitassem a região. Além disso, Estado e município decretaram ponto facultativo nesta sexta-feira. 

"As pessoas devem evitar circular no Centro a partir de sexta-feira", declarou o secretário de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira na Riotur. Ele lembrou ainda que a Avenida Presidente Antônio Carlos também estará no trajeto dos desfiles dos blocos que foram remanejados da Rio Branco para a via. 

Avenida Presidente Vargas será fechada a partir do primeiro minuto desta sexta-feira (13) para a passagem de carros alegóricosCarlos Moraes / Agência O Dia

"Este ano será bastante trabalhoso devido a todas essas alterações e o esquema de mobilização será maior", afirmou Antônio Pedro, pedindo ainda aos cariocas e turistas que priorizem o transporte público, em especial o metrô. Ao todo, serão 690 agentes de trânsito atuando na região. O esquema também contará com 65 painéis luminosos e 20 reboques exclusivos. A Riotur planeja que a cidade vai receber cerca de 917 mil turistas e que o Carnaval de movimentar aproximadamente R$ 1 bilhão.

Os foliões devem ficar atentos às alterações na região a partir das 23h de quinta-feira, quando a Via Binário for totalmente fechada. A via só será reaberta às 6h de sexta-feira. Já às 24h de quinta-feira, a pista central da Presidente Vargas será fechada para a passagem dos carros alegóricos do grupo de acesso, no sentido da Praça da Bandeira.

O desfile do Bloco da Bola Preta, no sábado, também vão complicar o trânsito na região. As avenidas Rio Branco e Primeiro de Março serão fechados a partir das 6h. As vias só serão reabertas às 14h30.

'Não temos como controlar todos os blocos'

Apesar da exigência da Prefeitura para que os blocos se cadastrem e solicitem autorização para sair no carnaval, o secretário de Turismo admitiu que há possibilidade de outros grupos ocuparem as ruas, mesmo sem autorização. 

Segundo Antônio Pedro, há manifestações populares espontâneas, que muitas vezes não há como controlar: "Nós pedimos que avisem à prefeitura para que possamos nos organizar e montar um planejamento. Mas não temos como controlar maniefstações espontâneas. Se um bloco quiser sair espontaneamente, não temos controle sobre isso", admitiu o secretário. 

Metrô aberto 24 horas

Segundo a Prefeitura, 250 linhas de ônibus tiveram o itinerário alterado para esquema especial de carnaval. A operação ocorrerá de sexta-feira até a quarta-feira de cinzas (dia 17). Já o metrô vai funcionar 24 horas por dia, com exceção de algumas estações que serão fechadas. 

A Secretaria de Ordem Pública também vai reforçar o trabalho de ordenamento das ruas neste período: 779 agentes vão atuar no entorno do Sambódromo e coibir vendas e estacionamento irregulares. Serão montadas 34 barreiras no entorno do Sambódromo. Ao todo, 174 vendedores ambulantes foram cadastrados para trabalhar no entorno da sapucaí, em pontos fixos.





Últimas de Rio De Janeiro