Agente da CET-Rio atropelado no Centro será sepultado nesta tarde

Amigos de David Bezerra da Silva fazem na manhã desta quinta-feira um protesto na Avenida Presidente Vargas

Por O Dia

Supervisor de trânsito, David Bezerra da Silva, foi atropelado e morto por motorista de ônibus. Seu sepultamento será nesta quinta, em InhaúmaDivulgação / CET-Rio

Rio - O agente da CET-Rio, David Bezerra da Silva, de 33 anos, será sepultado na tarde desta quinta-feira, no Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte. Ele morreu na noite da última terça, atropelado por um ônibus da linha 328 (Castelo - Bananal), da empresa Paranapuan na Avenida Presidente Vargas, no Centro.

Nesta manhã, cerca de 60 agentes da CET-Rio estão fazendo uma manifestação na Presidente Vargas. Eles saíram da Candelária e caminharam pela faixa da direita, sentido Central do Brasil. Na chegada, eles organizaram uma enorme roda e fizeram uma oração. No final, pediram por Justiça.

David anotava dados da ocorrência de uma colisão envolvendo o ônibus, quando o motorista Leandro Rodrigues da Silva tentou fugir do local e o atingiu. Ele morreu após dar entrada no centro cirúrgico do Hospital Municipal Souza Aguiar. A polícia abriu inquérito para apurar a morte.

O diretor de operações da CET-Rio, Joaquim Dinis, disse que, com base no relato de testemunhas, o atropelamento foi proposital. "Existe uma testemunha dentro do ônibus e o controlador da CET-Rio, que está em casa sem trabalhar por estar muito abalado, que teriam visto a cena e, segundo eles, o atropelamento foi proposital".

David Bezerra era casado e tinha um filho de 3 anos. Ele estava há cinco anos na CET-Rio e já havia sido batedor do Batalhão de Guardas do Exército.

Agentes da CET-Rio realizaram nesta quinta-feira um protesto na Av. Presidente Vargas. Chegando na Central%2C eles organizaram uma enorme roda e fizeram uma oraçãoDaiene Mendes / Agência O Dia

Afastado de suas funções, motorista estava há apenas seis meses na empresa

Procurada, a Secretaria Municipal de Transportes disse que lamenta a morte do supervisor de tráfego e afirma ter tomado "todas as medidas necessárias para garantir assistência à família do servidor e a total apuração dos fatos".

O órgão diz que determinou ao consórcio Internorte e à empresa Paranapuã o afastamento imediato do motorista. O consórcio também foi notificado a apresentar em 48h as imagens internas do veículo.

O RioÔnibus também lamentou a morte do agente e disse que a empresa Paranapuan vai prestar assistência à família da vítima, sendo informado também que o motorista Leandro Rodrigues da Silva já foi afastado de suas funções. Ele estava há apenas seis meses na empresa e não há informações de envolvimento dele em outros acidentes.

A empresa Paranapuan disse que vai colaborar com a investigação conduzida pela polícia, fornecendo as imagens do circuito interno do ônibus e outros dados técnicos que possam ajudar na apuração do crime.

Últimas de Rio De Janeiro