Homem procurado por envolvimento no assassinato de Jandyra é preso

Agentes da DH do Rio e delegacia de Goiânia chegaram a Jadir Messias da Silva com ajuda de mensagens no WhatsApp

Por O Dia

Com ajuda de informações enviadas por WhatsApp%2C agentes de delegacias do Rio e Goiânia chegaram a acusado de envolvimento do assassinato de JandyraDivulgação

Rio - Foi a partir de informações enviadas ao aplicativo WhatsApp do Portal Procurados que agentes de delegacias do Rio e Goiânia chegaram a Jadir Messias da Silva, em Goiás, procurado desde o ano passado por envolvimento na morte da auxiliar administrativo Jandyra Magdalena dos Santos Cruz. A mulher foi assassinada após fazer um aborto no dia 26 de agosto, em uma clinica clandestina, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. 

Segundo informações do Procurados, Jadir estava escondido na casa de familiares, no Bairro Jardim Paraíso, em Catalão, no Centro-Oeste do país. O homem que, segundo o Ministério Publico, seria o motorista da quadrilha responsável pelo assassinato de Jandyra, já tinha mandado de prisão expedido pela 4ª Vara Criminal da Capital em um processo de março do ano passado no qual responde por homicídio qualificado, aborto em terceiros e formação de quadrilha.

Após a morte, Jandyra teve o cadáver queimado e ocultado, até que um exame de DNA revelou que o corpo queimado era da auxiliar administrativa, encontrada dentro de um carro em Mangaratiba, no Sul Fluminense.  Jadir Messias da Silva foi levado para Goiânia onde ficará preso na Delegacia Estadual de Investigações Criminais – DEIC – e depois será transferido para um presídio no Rio.

Informações a respeito da localização e paradeiro de pessoas procuradas pela Justiça podem ser enviadas por texto, vídeo ou fotos para o WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou em contato telefônico pela central Disque-Denúncia no (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177. 

Últimas de Rio De Janeiro